'Economia' é o tema político mais discutido em todo ano no Twitter

Com período eleitoral e inflação alta, economia vira assunto mais falado no Twitter (Thomas Trutschel/Photothek via Getty Images)
Com período eleitoral e inflação alta, economia vira assunto mais falado no Twitter (Thomas Trutschel/Photothek via Getty Images)
  • Com período eleitoral e inflação alta, não é surpresa que tema de economia inflame debates;

  • Cada estado do país também conta com suas próprias variações de assuntos mais debatidos;

  • São Paulo monopolizou debate sobre eleições na plataforma.

Ainda que muitas assessorias tentam emplacar seus artistas nos Trending Topics do Twitter, uma métrica que não só mostra o quão comentado eles são, mas também garante com que se tornem ainda mais conhecidos, o tema de Economia foi um dos mais mais discutidos no ano, ainda aparecendo em primeiro lugar na categoria de Política.

O fato, no entanto, não é de se espantar. Com uma inflação galopante durante o ano, reajuste no preço dos combustíveis e elevações na taxa de juros, é normal que o assunto esteja na boca e nos dedos dos brasileiros, ainda mais em ano eleitoral, quando o debate realmente se intensifica.

Dentre outros temas políticos discutidos pelos internautas na plataforma estão a violência, a educação e a corrupção. A COVID-19, em específico, foi apenas o 9º mais comentado, o que reflete a normalização da vida cotidiana pós-pandemia.

A equipe do Twitter também destacou que cada estado da federação conta com sua própria variação nos temas mais comentados. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, Violência foi o tema mais comentado, enquanto em Minas Gerais o assunto de Educação foi o mais discutido pelos internautas. Já em Pernambuco e Amazonas, os Direitos Humanos foram o tópico mais debatido.

Entre os tuítes eleitorais, aqueles que falam especificamente sobre as eleições, São Paulo foi o estado mais citado, com cerca de 46,9% da discussão dos internautas girando em torno da unidade federativa. Em segundo lugar aparecem o Rio de Janeiro, com 13,9%, em terceiro a Bahia (9,3%) e em seguida Minas Gerais (8,7%).

São Paulo tem apenas 30% da população dos 10 estados analisados no levantamento, o que pode significar que o futuro eleitoral do estado é mais debatido pelos internautas de todo país. Ou ainda que os paulistas são mais vocais nas redes sociais sobre as eleições de seu estado. Como a localização é um dado opcional no Twitter, não há como eles informarem com certeza uma possível explicação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos