Economia espanhola confirma seu dinamismo

Por Laure FILLON
(Arquivo) Os dias passam na Espanha sem um novo governo à vista, a Catalunha mantém o rumo à independência e o mundo econômico-financeiro está cada vez mais preocupado de que este quebra-cabeças político afete a reativação econômica

A economia espanhola confirmou seu dinamismo no terceiro trimestre com um crescimento de 0,8%, puxado pela demanda interna.

Esses dados fazem parte do nono trimestre consecutivo de crescimento na quarta economia da zona do euro em relação ao trimestre anterior, segundo uma primeira estimativa do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicado nesta sexta-feira.

A evolução trimestral do Produto Interno Bruto (PIB) caiu, depois do 0,9% registrado no primeiro trimestre e do 1% no segundo, embora a variação anual é de +3,4%, informa INE.

O governo espanhol prevê um crescimento do 3,3% do PIB este ano. Assim, a Espanha estaria melhor do que seus principais parceiros europeus: a Alemanha reduziu sua previsão de crescimento para 1,7%, França espera um avanço de 1,1% e a Itália, de 0,9%.