Edgar Moura Brasil, viúvo de Gilberto Braga, fala sobre perda do marido: 'Doloroso e triste'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O marido de Gilberto Braga, o decorador Edgar Moura Brasil, desabafou sobre a ausência do parceiro com quem esteve junto por mais de 40 anos. O novelista morreu no último dia 26 de outubro, aos 75 anos. No Instagram, o viúvo compartilhou uma foto e escreveu na legenda:

"Só quem já passou por uma perda dessas vai entender. É tudo muito doloroso e triste".

Já em seus stories, Edgar postou uma matéria da jornalista Lu Lacerda, onde conta que não mexeu no quarto do marido após sua morte. O viúvo do escritor carioca disse ainda que os amigos estão ajudando muito nesse momento. O casal vivia no Arpoador, no Rio de Janeiro.

"Resolvi deixar o quarto do Gilberto arrumado como se ele estivesse aqui. O que me fazia sofrer mais ainda era ver o quarto transformado em hospital. Agora me lembra o Gilberto alegre, dorminhoco e como fomos felizes lá. Me faz bem", disse Edgar ao site da jornalista..

Na última semana, Edgar havia feito um texto emocionante ao marido, onde relembrou o relacionamento dos dois e expressou o orgulho que sentia de Gilberto Braga.

"Gilberto meu querido, o que dizer de um companheiro de 49 anos de respeito, afeto, carinho, amizade. O que dizer de um amigo com quem eu convivi muito mais de dois terços da minha vida. De um companheiro que eu amei, que me ensinou e com quem eu mantive, um relacionamento sincero, profundo e que eu também ajudei num crescimento mútuo. Desde os meus 18 anos eu o tenho como amigo, companheiro, amante. Enfim, o meu Porto Seguro", começou o víuvo de Gilberto Braga.

"Hoje me sinto muito só, mas sei que conquistamos amigos que vão me ajudar a suprir a sua ausência . Gilberto tenho um imenso orgulho de ter compartilhado esse caminho com você de sucesso, onde você inovou a linguagem da teledramaturgia brasileira. De ter acompanhado o seu tão merecido reconhecimento e saber que fui um felizardo em ter tido uma vida excepcional em alegrias, tristezas e sucesso ao lado. Tive a extrema sorte de ter convivido com você, meigo, brilhante e que soube captar como poucos o mundo que nos cerca", continou Edgar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos