Edi Rock, do grupo Racionais MC's, é acusado de estupro; cantor negou o crime

O rapper Edi Rock, conhecido por ser um dos quatro cantores dos Racionais MC's, foi acusado do crime de estupro. No seu perfil de Instagram, a sexóloga Juliana Thaisa expôs o caso, que teria ocorrido há pouco mais de um ano, e disse ainda que o inquérito foi arquivado sem que ela fosse ouvida. Ela afirmou ainda que vai recorrer da decisão.

"Eu vou fazer de tudo para este inquérito ser aberto, eu não fui nem ouvida. Fiz o B.O., fiz a denúncia, ele mandou a contestação dele e já era, inquérito arquivado. Não teve o vamos botar todo mundo e ouvir as duas partes", disse Juliana em sua conta, onde também contou que sofreu pedofilia aos 6 anos de idade.

Segundo a acusação, o crime teria ocorrido na casa de Juliana, no bairro da Consolação, centro de São Paulo. Ela conta ainda que sua filha estava no outro quarto da casa, como publicou o portal G1.

Depois de divulgada a acusação, o rapper usou a sua conta no Twitter para se defender. No post, ele diz que "já foi comprovado pela Justiça que (a acusação) é mentira" e que "os fatos expostos tornaram a narrativa apresentada ilegítima e caluniosa".

Juliana também postou mensagens de conversas com sua irmã, ligações do cantor para ela e fotos do boletim de ocorrência e do inquérito.

Em nota enviada ao portal, a Secretaria de Segurança de São Paulo que o caso foi apreciado pelo Ministério Público e que oitivas firam colhidas. Leia a resposta completa abaixo.

"O caso foi investigado pela 1ª Delegacia de Defesa da Mulher da Capital. A vítima prestou depoimento na delegacia e outras oitivas foram colhidas ao longo do inquérito que foi relatado à Justiça em 30 de setembro de 2021, não retornando mais à unidade para realização de novas diligências. Após apreciação do Ministério Público, os autos foram arquivados. Detalhes devem ser solicitados ao órgão judicial competente".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos