Editora Marvel demite artista brasileiro Joe Bennett após repercussão de ilustrações antissemitas e pró-Bolsonaro

·1 minuto de leitura

A Marvel Comics anunciou que o brasileiro Joe Bennett, artista conhecido por seu trabalho na série de quadrinhos "O Imortal Hulk", não vai mais trabalhar em projetos futuros da editora. A notícia veio após o roteirista americano Al Ewing, autor das histórias do Hulk ilustradas por Bennett, registrar no Twitter seu repúdio a ilustrações ofensivas do paraense que voltaram a circular nas redes sociais.

Em posts publicados no dia 2 setembro, Ewing menciona uma ilustração de Bennett de 2017 que retrata Jair Bolsonaro como um cavaleiro e adversários políticos do então deputado-federal (Lula, Dilma, entre outros, como ratos. Temer, agora em movimento de aproximação com Bolsonaro, aparece como um vampiro. O americano também recordou que autor inseriu desenhos de conotação antissemita em "O Imortal Hulk" nº 43. O título, publicado no Brasil pela Panini, chegará ao fim na 50ª edição, que chega ao mercado americano este mês.

O ilustrador brasileiro não se manifestou sobre o anúncio em suas redes sociais e, procurado pelo GLOBO, ainda não respondeu.

Nascido em Belém do Pará há 53 anos, Benedito José Nascimento adotou o pseudônimo Joe Bennett e trabalhava para a Marvel Comics desde 1994, sendo um pioneiro entre o time de brasileiros que colabora com a gigante americana das HQs de super-herói. Na Marvel, já ilustrou títulos de personagens como Homem-Aranha, Capitão América e Thor, tendo desenhado também para outras editoras americanas, como DC e Dark Horse.

O próximo trabalho de Bennett na editora seria em um título importante, "Timeless #1", edição úinica que dará início a uma nova fase do Universo Marvel. AHQ, escrita por Jed Mackay agora terá arte de Kev Walker, Mark Bagley, and Greg Land.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos