Eduardo Bolsonaro diz que Cid Gomes expôs policiais ao risco; Ciro rebate: "canalhas"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Foto: O Sobralense/Reprodução
Foto: O Sobralense/Reprodução

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (sem partido) classificou a atitude do senador Cid Gomes (PDT), que foi baleado na tarde desta quarta-feira (19) na cidade de Sobral (CE), como “insensata". O irmão de Ciro Gomes tentou invadir um quartal da PM com uma retroescavadeira, foi atingido por dois tiros, mas não corre risco de morte.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

"[Ele] Tenta invadir o batalhão com uma retroescavadeira e é alvejado com um projétil de borracha. É inacreditável que um Senador da República lance mão de uma atitude insensata como essa, expondo militares e familiares a um risco desnecessário em um momento já delicado”.

Leia também

A assessoria de imprensa da prefeitura de Sobral, onde aconteceu o episódio, divulgou que a munição que atingiu o parlamentar era real, de calibre .40.

O ex-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT), rebateu a declaração do filho do presidente Jair Bolsonaro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

"Deputado Eduardo Bolsonaro, será necessário que nos matem mesmo antes de permitirmos que milícias controlem o Estado do Ceará como os canalhas de sua família fizeram com o Rio de Janeiro.", escreveu Ciro no twitter.

Outro filho do presidente, Carlos, vereador pelo Rio de Janeiro, também se manifestou sobre o ocorrido.

"Democraticamente estou desarmado, mas vou passar com um trator em cima de você. Aceite, ou senão é ditadura! O que mata não são armas de fogo legais, mas a pessoa que está disposta a cometer o crime, seja com que ferramenta for", escreveu Carlos.

Entenda o episódio

O senador foi baleado na tarde desta quarta-feira em Sobral, no interior do Ceará, durante um protesto de policiais militares da cidade. O parlamentar pilotava uma retroescavadeira e tentava furar uma barricada de policiais que reivindicam aumento salarial.

Logo após ser atingido pelos disparos, o senador foi levado para o Hospital do Coração de Sobral. Posteriormente, Cid Gomes foi transferido para a Santa Casa de Misericórdia da cidade. Ele foi atingido na clavícula e no pulmão esquerdo.

De acordo com um boletim médico divulgado no início da noite, o senador está “lúcido e respirando sem auxílio de aparelhos”. Cid Gomes está na UTI, sem previsão de alta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos