Eduardo Bolsonaro perderia liderança para um cone, diz Major Olímpio

Foto: MAURO PIMENTEL/AFP/Getty Images

A crise no PSL parece não ter fim. Nesta terça-feira (22), Major Olimpio (PSL-SP) denotou o novo líder do partido na Câmara, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Para o senador, “um cone” venceria uma disputa contra o filho do presidente Jair Bolsonaro.

"O que potencializou isso [a disputa pela liderança]? Apagou incêndio com gasolina, foi mais uma vez o fato de dizer 'vamos botar o filho do presidente'. Se você fizer votação secreta, não dá ele. Se fizer votação aberta, não dá ele. Se botar um cone para disputar, vai dar o cone", disse Olimpio durante uma reunião em Brasília, de acordo com o Portal UOL.

Leia também

Eduardo Bolsonaro assumiu na segunda-feira (21) a liderança do PSL, após uma guerra entre a ala bolsonarista e ala bivarista, que apoia o presidente nacional da sigla, Luciano Bivar.

Também nesta terça-feira, portanto em seu segundo dia de gestão, Eduardo Bolsonaro nomeou seus aliados para assumir as vice-lideranças do partido na Câmara. No seu primeiro dia no cargo, ele destituiu 12 deputados de seus respectivos cargos.

Na visa de Olimpio, foi "estúpida" a articulação que conduziu Eduardo à liderança com interferência do pai.

Eduardo x Waldir

O ex-líder Delegado Waldir (PSL-GO) afirmou que havia um acordo com o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) para que ele e Eduardo desistissem da liderança e que um terceiro nome fosse empossado.

Após o anúncio de Eduardo como líder, Waldir alega que houve um rompimento de acordo. O ministro, por sua vez, nega que o trata tenha sido firmado em algum momento.