Ao citar 'gabarito' para embaixada, Eduardo diz ter pós-graduação que não concluiu

Pós-graduação citada por Eduardo ainda não foi concluída. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Ao ser questionado sobre suas qualificações para assumir a embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) tem citado uma pós-graduação em Economia que não possui.

Após pregar que “fritou hambúrguer no frio do Maine” em uma rede de lanchonetes que não vende o produto, o filho “Zero Três” do presidente Jair Bolsonaro afirmou, em vídeo, possuir uma pós-graduação na qual ainda não entregou o trabalho de conclusão de curso, conforme informações do jornal O Estado de São Paulo.

Leia também

Em vídeo publicado em seu canal no YouTube na sexta-feira (14), ele afirmou possuir “gabarito” para a função. “Essa possibilidade (da indicação) existe não pelo fato de eu ser um mero filho do presidente Jair Bolsonaro. Sou formado em Direito pela UFRJ, advogado concursado, passei na prova da OAB, escrivão da Polícia Federal, uma pós-graduação em Economia. Falo inglês, português e espanhol. Tenho uma vivência no mundo. Já tive oportunidade de viajar por boa parte dele. E já fiz várias idas ao Estados Unidos. Algumas a lazer, algumas também a trabalho”.

A especialização citada por Eduardo é uma pós-graduação lato sensu em Escola Austríaca de Economia, um ramo do pensamento econômico liberal. O curso é oferecido pelo Instituto Mises Brasil, em parceria com o Centro Universitário Ítalo Brasileiro, sediado em São Paulo.

O filho do presidente iniciou o curso em março de 2016, na primeira turma, mas diferente de seus colegas de turma que se formaram em agosto de 2017, o deputado ainda não possui o título de especialista.

Apesar de não ter entregue o TCC, o parlamentar ainda pode concluir a pós-graduação. Segundo o jornal, ele recebeu mais tempo para apresentar uma monografia ou um artigo científico. Questionado pela reportagem, o Instituto Mises Brasil confirmou que Eduardo ainda não concluiu a pós. Já a assessoria do parlamentar ainda não se manifestou.