Eduardo Leite anuncia pré-candidatura ao governo do RS após abandonar o mesmo cargo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Eduardo Leite anunciou pré-candidatura ao governo do Rio Grande do Sul (Foto: SILVIO AVILA/AFP via Getty Images)
Eduardo Leite anunciou pré-candidatura ao governo do Rio Grande do Sul (Foto: SILVIO AVILA/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Eduardo Leite anunciou que é pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul

  • Tucano havia abandonado o cargo em 28 de março para tentar ser candidato à presidência pelo PSDB

  • Leite fez anúncio nesta segunda-feira (13) ao lado do atual governador, Ranolfo Rodrigues

Após abandonar o governo do estado do Rio Grande do Sul no dia 28 de março, Eduardo Leite (PSDB), anunciou a pré-candidatura para concorrer ao mesmo cargo. O comunicado foi feito pelo tucano nesta segunda-feira (13), ao lado do atual governador, Ranolfo Rodrigues, que herdou o cargo de Leite.

“Comunico hoje, aos gaúchos e gaúchas, que eu sou pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul", declarou Leite. "Com muita humildade, eu aceito novamente o desafio de liderar o projeto.”

Ranolfo Rodrigues, por sua vez, disse que ficaria honrado em ser o candidato do PSDB, mas entendeu que Leite é o melhor nome “neste momento de polarização no cenário nacional”.

Ao deixar o cargo em março, Eduardo Leite pretendia concorrer ao cargo de presidente da República pelo PSDB – mesmo que já tivesse sido derrotado por João Doria (PSDB) nas prévias do partido. Agora, os tucanos definiram que não terão candidato e vão apoiar Simone Tebet (MDB).

Leite chegou a ser chamado por Gilberto Kassab para concorrer à presidência pelo PSD, mas optou por ficar no PSDB.

Renúncia ao cargo em março

Em março, Eduardo Leite convocou uma coletiva de imprensa para anunciar que deixaria o governo gaúcho.

“Eu vou renunciar ao cargo de governador do estado Rio Grande do Sul. A lei eleitoral me obriga, eu vou renunciar ao poder para não renunciar à política”, disse Leite em vídeo gravado, apresentado durante coletiva de imprensa. “Os movimentos dos últimos meses me deram a convicção que eu preciso participar ativamente desse momento tão decisivo do nosso país e do meu Estado.”

Na ocasião, Eduardo Leite afirmou que viajaria pelo país com o objetivo de engajar os jovens na política. Sem afirmar diretamente que gostaria de ser candidato à presidência, Leite citou a eleição e disse que pretendia "encontrar uma alternativa para o Brasil".

“A gente precisa dos jovens para construir uma alternativa, algo diferente para o Brasil”, disse. “A oportunidade de uma eleição não pode ser desperdiçada com votos movidos por ser contra um, contra o outro ou contra os dois. A gente precisa ser a favor do Brasil.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos