Eduardo Leite divulga apoio Doria e diz que só seria candidato com aval do paulista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 22.11.2021 - O ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 22.11.2021 - O ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-governador Eduardo Leite (PSDB) divulgou uma carta, nesta sexta-feira (22), em que declara apoio ao presidenciável do seu partido, João Doria, e diz que não irá dividir o PSDB. Leite vinha atuando em uma campanha paralela para ser candidato à Presidência da República.

Leite afirmou à reportagem que não será candidato ao Planalto se o próprio Doria não estiver de acordo com isso. Em encontro na última terça-feira (19), Doria afirmou a Leite que insistirá em sua candidatura, o que provocou o recuo do gaúcho.

Na carta, Leite defende que o PSDB tenha um candidato à Presidência da República e deixa claro seu apoio a Doria. Membros do partido insistem, no entanto, no entendimento de que a candidatura de Doria só irá prosperar se for a escolhida pelo conjunto PSDB/Cidadania (numa federação), MDB e União Brasil.

Atualmente, os demais partidos da chamada terceira via não estão dispostos a lançar Doria. A candidatura única será anunciada em 18 de maio --Simone Tebet (MDB) e Luciano Bivar (União) também são opções.

"O PSDB deve ter candidato a presidente e liderar o centro democrático. Hoje este nome é João Doria, por decisão dele e das prévias --das quais nunca se buscou tirar legitimidade. Qualquer caminho diferente dependeria de entendimento com o próprio candidato escolhido. Assim, me coloco ao lado do meu partido e desta candidatura, na expectativa de que a união do PSDB contribua com a aguardada unificação dos atores políticos do centro daqui até a eleição de outubro", escreveu Leite.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos