Eduardo perde posto, e Joice Hasselmann é nomeada líder do PSL na Câmara

Bruno Góes

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) foi nomeada na noite desta quarta-feira a nova líder do PSL na Câmara dos Deputados. Com isso, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) deixa o cargo. Aliados do presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, conseguiram recolher 21 assinaturas para fazer a troca.

A mudança só foi possível porque, mais cedo, em mais um capítulo da briga interna do legenda, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reconheceu a decisão de Bivar pela suspensão da atividade partidária de 12 deputados bolsonaristas pelo período de um ano. O documento que desalojou Eduardo da liderança, também reconhecido por Maia, contou com a quantidade mínima necessária para a mudança.

Foram suspensos de qualquer atividade partidária na Câmara: Aline Sleutjes (PR); Bibo Nunes (RS); Carlos Jordy (RJ); Caroline de Toni (SC) ; Daniel Silveira (RJ); General Girão (RN); Filipe Barros (PR); Cabo Junio do Amaral (MG); Hélio Lopes (RJ); Márcio Labre (RJ); Sanderson (RS);  e Vitor Hugo (GO). Com isso, a bancada de 53 representantes da legenda passa a contar com apenas 41 deputados.

No ano passado, em meio à briga partidária, Joice chegou a assumir o posto brevemente, mas foi destituída para dar lugar novamente a Eduardo. Como as suspensões ainda podem ser canceladas por questionamentos na Justiça, não certeza entre os parlamentares de que possa haver nova mudança nos próximos dias.