Educação: Escola Parceira e contratação de professores estão atrasados em Niterói

Pais de alunos que estudam ou tentam vagas na rede municipal reclamam que prazos estabelecidos pela prefeitura para regularização de questões ligadas à educação inclusiva e ao início do Escola Parceira já terminaram e até agora nada foi feito. As alegações são que os estudantes com deficiência estão excluídos da rede e que crianças que não conseguiram vagas em creches estão sem frequentar escolas, já que o programa que abre vagas custeadas pelo município na rede privada não entrou em vigor.

Promessas: Prefeitura de Niterói promete criar nove escolas até 2024

Cultura: Orquestra Jovem de Niterói fará turnê pelo estado

De acordo com o Movimento Inclusão na Educação, no dia 26 de abril representantes do Executivo se comprometeram a informar datas para concurso e contratação temporária de professores de apoio na primeira quinzena de maio, o que não ocorreu. Na quarta-feira da semana passada, houve uma reunião e a prefeitura se comprometeu a publicar o edital na terça, 31 de maio, o que não aconteceu. Enquanto isso, crianças e adolescentes continuam impedidos de frequentar as escolas ou, quando frequentam, têm horário reduzido.

—A prefeitura se comprometeu a publicar o edital, mas não há transparência com relação ao número de vagas, então não sabemos se vai atender à demanda — diz Hadassa Regis, integrante do movimento.

Sobre o atraso do Escola Parceira, as reclamações são recorrentes nas redes sociais. “Cadê as vagas do Escola Parceira em 2022? Já estamos no fim de maio e nada. Só tem shows, corridas e obras nessa cidade. Saúde e educação não são prioridades. Queremos as vagas das nossas crianças”, desabafou uma mãe em um grupo da cidade.

Em nota, a Secretaria de Educação informa que nos próximos dias será lançado o edital para contratação temporária de profissionais. “O objetivo é suprir a demanda por professores até a realização de novo concurso. (...) A secretaria realizou concurso público em 2016, que teve sua validade prorrogada até 2021, com diversos chamamentos públicos”.

Sobre o Escola Parceira, a secretaria diz que o processo passa pelos trâmites de controle do município.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos