Edvaldo e Delegada Danielle fazem segundo turno em Aracaju

DIEGO GARCIA
·1 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O atual prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), e a Delegada Danielle (Cidadania) disputarão o segundo turno das eleições da prefeitura da capital sergipana. Às 22h20h, com 99% das urnas apuradas, Edvaldo tem 45,5% dos votos válidos. Sua adversária contabiliza 21,3%. O terceiro colocado é Rodrigo Valadares (PTB), com 10,9%. Nascido em Pão de Açúcar, em Alagoas, Edvaldo Nogueira, 59, é médico e já esteve na prefeitura antes, como vice-prefeito do petista Marcelo Deda, morto em 2013. Em 2006, assumiu o cargo quando Deda se afastou para concorrer ao governo do Sergipe. Após dois anos como prefeito de Aracaju, Edvaldo concorreu à reeleição e venceu Mendonça Prado (DEM). Ele tem histórico atuante na política sergipana. Antes de chegar à prefeitura, foi vereador entre 1992 e 2000. Filiado ao PCdoB por mais de três décadas, Edvaldo participou do movimento estudantil e foi um dos fundadores do partido no estado. Transferiu-se para o PDT no começo de 2020. Concorrente do atual prefeito no segundo turno, a delegada Danielle Garcia foi chefe das delegacias de Nossa Senhora da Aparecida, Laranjeiras e São Miguel do Aleixo, todas no interior do Sergipe. Ela foi lançada na política pelo ex-delegado Alessandro Vieira, ex-comandante da Polícia Civil do estado e atual senador. Ambos ganharam fama por operações contra a corrupção que tiveram destaque. Os demais candidatos foram Marcio Macedo (PT), Georlize (DEM), Alexis Pedrão (Psol), Lúcio Flávio (Avante), Almeida Lima (PRTB), Juraci Nunes (PMB), Gilvani Santos (PSTU) e delegado Paulo Marcio (DC).