EFE BRASIL - 28 MAR 2017

Londres.- O parlamento de Edimburgo vota uma moção do governo autônomo escocês destinada a promover a legislação que permita realizar um segundo referendo sobre a independência da região. (foto).

Budapeste.- A Hungria começa a aplicar a polêmica lei que permite internar os solicitantes de asilo em centros fechados durante toda duração do tratamento.

Washington.- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assina uma ordem executiva para liberalizar regulamentos de energia. (foto).

Washington.- A Organização dos Estados Americanos (OEA) analisa a situação da Venezuela em uma sessão extraordinária. (foto)(vídeo).

Genebra.- Negociações de paz entre o regime e a oposição patrocinada pela ONU. (foto).

Paris.- A Justiça da França dita sentença no caso de um ataque mortal em setembro de 1974, contra uma galeria comercial de Paris, onde o terrorista venezuelano Ilich Ramírez Sánchez, "Carlos, o Chacal", pode receber sua terceira prisão perpétua. (foto).

Haia.- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, visita o Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, e se reúne com o primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte. (foto).

Brasília.- O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, viaja para Assunção para uma visita oficial de dois dias ao Paraguai. (foto).

Caracas.- O chavismo convoca uma "manifestação anti-imperialista" em Caracas coincidindo com a sessão da OEA sobre a situação do país. (foto)(vídeo). EFE