Egípcia operada na Índia perde 240 quilos dois meses depois

Nova Délhi, 12 abr (EFE).- A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, que chegou pesar cerca de 500 quilos antes de passar por uma cirurgia de redução de estômago na Índia, perdeu 240kg dois meses depois da intervenção, informou nesta quarta-feira a equipe médica responsável pelo procedimento.

O Hospital Saifee, em Bombaim, onde a egípcia está sendo tratada, indicou à Agência Efe que o peso atual da jovem é de 270 kg, o que significa que perdeu cerca de 240kg no total.

Há duas semanas, seu era de 340kg, segundo informou então a equipe liderada pelo doutor indiano Muffazal Lakdawala.

A mulher, de 36 anos, foi submetida há cinco semanas a uma gastrectomia por laparoscopia neste centro de saúde da Índia.

Um estudo do Hospital Saifee revelou há algumas semanas que a obesidade da mulher se deve a um "defeito genético" localizado no gene LEPR.

O caso da mulher, que estava há 25 anos sem sair de seu quarto em Alexandria, surgiu nos meios de comunicação há alguns meses.

Lakdawala se ofereceu então para operá-la de forma gratuita, mas a embaixada da Índia em Cairo rejeitou o visto médico por não poder se apresentar em pessoa na legação.

O trâmite dependeu da intervenção da ministra de Assuntos Exteriores indiana, Sushma Swaraj, que conseguiu um visto para a mulher em apenas algumas horas.EFE