El Salvador terá uma ‘cidade bitcoin’ alimentada por um vulcão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Plano duvidoso é construir uma "Cidade Bitcoin" alimentada por energia geotérmica de um vulcão para ajudar a aumentar o perfil da criptomoeda e incentivar seu uso generalizado. (REUTERS/Jose Cabezas)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Presidente do país da América Central quer construir uma cidade para mineração de bitcoin

  • Ideia é usar a energia geotérmica para fazer a mineração das criptomoedas

  • Bitcoin virou moeda oficial de El Salvador em setembro deste ano

O presidente direitista de El Salvador, Nayib Bukele, de 40 anos, está mais uma vez apostando no bitcoin para impulsionar o país. Seu plano duvidoso é, essencialmente, construir uma "Cidade Bitcoin" alimentada por energia geotérmica de um vulcão para ajudar a aumentar o perfil da criptomoeda e incentivar seu uso generalizado.

Leia também

Bukele disse no sábado (20) que a chamada cidade de Bitcoin do país será construída em La Union, uma região no leste de El Salvador. A Reuters relata que a cidade não cobra nenhum imposto, exceto o imposto sobre valor agregado, ou IVA, e apresenta uma praça central que se parecerá com um símbolo de bitcoin visto de cima. Além disso, a cidade de Bitcoin será circular e incluir um aeroporto, bem como áreas residenciais e comerciais.

Será, naturalmente, um lugar para a mineração de bitcoin, uma tarefa que consome muita energia e será facilitada pelo Vulcão Conchagua, disse o governo de El Salvador em um comunicado à imprensa. Conchagua consiste em dois vulcões sobrepostos e tem vista para o Golfo de Fonseca.

Bitcoin virou moeda de El Salvador em setembro

Bukele revelou seus planos para o Bitcoin City em comentários em um evento após uma semana de promoção do bitcoin em El Salvador, que se tornou o primeiro país a reconhecer o bitcoin como moeda nacional em setembro. “Invista aqui e ganhe todo o dinheiro que quiser”, disse Bukele. “Esta é uma cidade totalmente ecológica que funciona e é energizada por um vulcão.”

No evento, especialistas explicaram que o país emitirá US$ 1 bilhão (R$ 5,6 bilhões) em “títulos bitcoin” em 2022 para levantar fundos para construir a cidade Bitcoin. Os títulos serão emitidos na rede líquida, uma rede bitcoin sidechain, e terão um rendimento nominal de 6,5%.

A Blockstream, que administra a rede líquida, disse que US$ 500 milhões (R$ 2,8 bilhões) dos recursos arrecadados serão destinados à infraestrutura para a cidade e à mineração de bitcoin na região. Os outros US$ 500 milhões serão usados ​​para comprar mais bitcoins.

É difícil imaginar que os cidadãos de El Salvador, um dos países mais pobres da América Latina, ficarão tão entusiasmados com o Bitcoin City quanto Bukele ou seu grupo de bitcoin. O lançamento da moeda digital foi acompanhado por falhas, o que gerou protestos contra o governo, e as pesquisas descobriram que os cidadãos desconfiam da paixão de seu presidente por bitcoin.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos