Ele vai: após disputar Mundial de Futsal, Jabrane vai estrear na Copa

Quando estrear no Catar, Yahya Jabrane terá seu nome marcado para sempre. Afinal, que outro jogador já disputou duas Copas do Mundo diferentes? Não duas edições, mas torneios de modalidades diferentes. Muito antes de sonhar em chegar à seleção de futebol do Marrocos, ele defendeu seu país no Mundial de Futsal, também organizado pela Fifa, em 2012, na Tailândia.

A participação ocorreu num contexto dramático. Jabrane foi convocado após a equipe sofrer um grave acidente, que matou três atletas e deixou outros feridos. Apesar do chamado inesperado, o marroquino não fez feio. Foi dele o primeiro gol do país numa Copa do Mundo de futsal. A equipe acabou eliminada na fase de grupos mas, pela tragédia vivida e pela falta de tradição no esporte, pode se dizer que cumpriu sua missão.

Nos gramados, a carreira de Jabrane como jogador profissional começou no ano seguinte, pelo Raja Beni Mellal. Já a primeira convocação para a seleção viria em 2017.

Hoje, aos 31 anos, o volante é o capitão do Wydad Casablanca. E, apesar da posição, tem boa presença de área e faro de gols. Tanto que foi eleito o melhor jogador da última edição da liga marroquina e, na temporada atual, já marcou três vezes em nove jogos.

Entre os quatro marroquinos indicados ao prêmio de melhor africano da temporada 2021-22, o volante era o único que atuava no continente. Os outros foram o ponta Sofiane Boufal, do Angers (França), o goleiro Yassine Bounou, do Sevilla (Espanha) e o lateral Hakimi, do Paris Saint-Germain (França). Mas o vencedor acabou sendo o meia senegalês Sadio Mané (até então no Liverpool), que liderou a conquista da Copa das Nações por sua seleção.

Encontro com o Flamengo

Se Brasil e Marrocos ficaram em grupos diferentes no Catar — os africanos estão no F, ao lado de Bélgica, Canadá e Croácia, enquanto Neymar & Cia, caíram no G —, Jabrane ainda pode vir a ser conhecido dos brasileiros em outro Mundial da Fifa, o de clubes. Isso porque, como campeão continental, o Wydad Casablanca pode cruzar o caminho do Flamengo no torneio, ainda sem data e sede definidos.