Ele Vai: Com status de celebridade, Gudelj é destaque na Sérvia

Nemanja Gudelj oscila entre o óbvio e o estranho no futebol. Aos 30 anos, namora uma cantora pop da Sérvia, num desses cruzamentos tão recorrentes entre celebridades pelo mundo. Quase um clichê universal. Ao mesmo tempo, ele surpreende. Quando explica como consegue ter tanta vitalidade em campo — é dos jogadores que mais percorrem distância por partida em suas equipes —, fala da dieta vegana que adotou. Não come carne, peixe, laticínios, queijo, leite e ovos.

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

Houve um tempo em que foi prematuramente classificado de “ex-jogador em atividade” pela imprensa sérvia. Tudo isso porque aceitou deixar o holandês Ajax, então ápice de sua carreira, para ir jogar na China, aos 25 anos. Gudelj passou duas temporadas apenas por lá, e a troca de clube no Oriente serviu para valorizá-lo financeiramente.

Esportivamente, porém, as críticas vieram pesadas. Sua história na seleção da Sérvia chegou a ser interrompida no período e ele, depois de fazer parte do time base que disputou as Eliminatórias para a Copa da Rússia e conquistou a classificação, não foi convocado para o Mundial.

Você escala: quais os seus 11 titulares do Brasil na Copa do Mundo

Meio falastrão, o jogador ficou com tudo isso entalado na garganta. Então, na primeira oportunidade que teve, quando retornou ao futebol europeu, para defender as cores do Sporting, de Portugal, passou por um período em que fazia questão de responder aos críticos e dar o troco. Mas isso virou passado.

Importante no sevilla

Suas preocupações são outras agora. O namoro com Anastasija Raznatovic o coloca tanto nas páginas esportivas quanto nas colunas sociais. O histórico da amada é complexo: a mãe, Svetlana Raznatovic, é ainda mais famosa que a filha. É tida como um dos maiores nomes da música sérvia, a maior cantora de todas. E também ex-mulher de um criminoso de guerra da Iugoslávia, Zeljko Raznatovic, conhecido como Arkan.

Mas nada disso parece atrapalhar Gudelj. Na quarta temporada pelo Sevilla (ESP), mantém boa média de partidas pelo time, cerca de 37 por ano. Tamanha regularidade fez do meia jogador importante na conquista da Liga Europa de 2019/2020, sobre a Internazionale (ITA). Ano passado, voltou a ser convocado para a seleção da Sérvia e, desde então, não saiu mais. Se der tudo certo, estará em campo no dia 24 de novembro, no Lusail, para enfrentar o Brasil.