Eleição: Rede Globo cancela debate em SP

Depois da Record, agora foi a vez da Rede Globo cancelar o debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo. O motivo, contudo, é diferente. Enquanto na emissora vinculada à Igreja Universal do Reino de Deus o debate foi suspenso por causa da desistência dos concorrentes José Serra (PSDB) e Celso Russomanno (PSB), na Globo a razão foi o pleiteante Levy Fidelix (PRTB).

Leia mais:
Russomanno reabilita ícones da Máfia dos Fiscais
Malafaia protagoniza mais um episódio da 'guerra santa' em SP
Dilma e Serra trocam provocações


A emissora queria no debate apenas os seis primeiros colocados nas pesquisas de intenção de voto - Russomanno, Serra, Fernando Haddad (PT), Gabriel Chalita (PMDB), Soninha (PPS) e Paulinho da Força (PDT). Entretanto, a Justiça Eleitoral de São Paulo concedeu a Fidelix o direito de participar. Diante da situação, a Globo cancelou o encontro.

A legislação eleitoral prevê que as emissoras de TV e rádio são obrigadas a convidar todos os candidatos que pertençam a partidos com representação na Câmara dos Deputados. O candidato do PSOL, deputado estadual Carlos Gianazzi, também pleitea participação no debate.

"A emissora acredita que seis é o número máximo de participantes para a realização de um debate produtivo e, em São Paulo, não houve acordo entre os candidatos. Esta definição será respeitada por todas emissoras e afiliadas da Rede Globo no Brasil", informou o comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos