Eleição no Senado: Bolsonaro sinaliza apoio a Rodrigo Pacheco

Julia Lindner
·1 minuto de leitura
Jefferson Rudy/Agência Senado

BRASÍLIA — Após três partidos anunciarem apoio ao senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência do Senado, o MDB derrapa nas tentativas de conter novas alianças do seu principal adversário. Ontem, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (PE), que é pré-candidato ao comando da Casa, foi ao Palácio do Planalto e saiu da conversa com o presidente Jair Bolsonaro sem um compromisso em relação ao MDB e ainda com a sinalização de que o governo apoiará Pacheco.

Em outro revés, o líder do partido no Senado, Eduardo Braga (AM), que também almeja o cargo, procurou senadores do PT para pedir que adiassem um possível acordo com o DEM, mas não convenceu.

De acordo com aliados do atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), Bolsonaro deixou claro desde o fim do ano passado que apoiaria o candidato escolhido por ele. Na avaliação de pessoas próximas a Alcolumbre, Bolsonaro manteve a sua palavra ontem durante a conversa com Bezerra.

Íntegra: Leia a matéria exclusiva para assinantes