Mais de 2 mil combatentes e civis foram evacuados de povoados do sul da Síria

Cairo, 4 mai (EFE).- Cerca de 2,3 mil combatentes e civis foram evacuados desde ontem de três povoados ao sul de Damasco, em virtude de um acordo entre as facções rebeldes e as autoridades, e chegaram nesta sexta-feira ao norte da Síria, informaram ativistas.

O primeiro comboio de 32 ônibus procedentes das populações de Yalda, Babila e Beit Sahem chegou hoje ao norte da província de Aleppo, uma zona controlada por facções opositoras, segundo informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Um segundo comboio com 18 ônibus, que levam a bordo cerca de 650 pessoas, saiu hoje do sul de Damasco para o norte da Síria, com destino à região de Afrin, que se encontra sob o domínio das tropas apoiadas pela Turquia.

Os evacuados são combatentes, familiares e outros civis que rejeitam permanecer nessas localidades, que passarão a estar sob o controle do Governo sírio.

As autoridades sírias, com a mediação da Rússia, conseguiram recuperar o controle da maior parte das zonas nos arredores de Damasco, onde ainda tinham presença facções rebeldes e grupos islamitas.

A única área que ainda não foi evacuada é o campo de refugiados de Al Yarmouk e os vizinhos distritos de Hayar al Asuad, Al Qadam e Al Tadamun, zonas dominadas pelos grupos terroristas Estado Islâmico (EI) e Organismo de Libertação do Levante, nome da antiga filial síria da Al Qaeda. EFE