Eleições 2020: Bancada da segurança só elege 3% dos candidatos

Rayanderson Guerra
·1 minuto de leitura

RIO - O número de agentes de segurança que registraram candidatura para um dos cargos de prefeito e vereador pelo país cresceu 29% nas capitais desde a última eleição municipal, em 2016. Apesar do aumento, apenas 3% dos policias militares, civis, bombeiros e militares candidatos neste pleito foram eleitos até aqui. Levantamento do GLOBO em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que dos 818 candidatos que declararam pertencer a essas categorias, foram 24 vitoriosos: 20 vereadores e quatro vice-prefeitos.

A bancada ainda pode, porém, conquistar prefeituras no segundo turno, já que estão na disputa nomes como Delegado Eguchi (Patriota), em Belém; Delegado Pazolini (Republicanos), em Vitória; e Capitão Wagner (Pros), em Fortaleza.

A primeira eleição após a vitória de Jair Bolsonaro — acompanhada à época de um recorde de agentes de segurança eleitos para cargos legislativos — não repetiu o desempenho de dois anos atrás.