Eleições municipais 2020: TSE admite lentidão para calcular resultados

André Shalders - @andreshalders - Da BBC News Brasil em Brasília
·2 minuto de leitura
Mesários durante votação em São Paulo
TSE admite que enfrenta problemas para calcular resultados das eleições

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) admitiu no começo da noite do domingo (15/11) que enfrentou problemas de lentidão para realizar a contagem (totalização) dos votos das eleições municipais de 2020. A demora para somar os votos causou atraso na divulgação dos resultados.

Segundo a corte, os dados estão chegando normalmente dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) dos Estados — mas a operação de totalização, em Brasília, não foi tão rápida quanto o órgão esperava.

"Os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto", disse a corte, em nota.

"O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação", continua o texto do comunicado.

Inicialmente, a previsão de técnicos do tribunal era de que todos os resultados deste domingo já fossem conhecidos até as 22h. Agora, não há previsão.

Mesário durante eleição municipal
A corte disse que a demora na apuração não está relacionada com a tentativa de ataque hacker

Este é o primeiro ano em que o resultado das eleições municipais está sendo totalizado pelo TSE em Brasília, e não mais pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), nos Estados. Segundo técnicos, essa mudança já estava planejada e visa reduzir a interferência humana no processo de apuração, aumentando a segurança.

No comunicado, a corte disse ainda que a demora na apuração não está relacionada com a tentativa de ataque hacker, registrada pelo tribunal na manhã deste domingo.

Mais cedo, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, confirmou a ocorrência do ataque e disse que a tentativa foi debelada pelos técnicos da instituição com a ajuda de empresas de telefonia.

  • Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!