Eleições no exterior para presidente são encerradas em 33 países

Eleições no exterior: Fora do país, brasileiros escolhem apenas o Presidente da República -697 mil eleitores estão aptos a votar. (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Eleições no exterior: Fora do país, brasileiros escolhem apenas o Presidente da República -697 mil eleitores estão aptos a votar. (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

O TRE-DF (Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal) -responsável pela organização das eleições no exterior- informou que a votação já foi encerrada em 33 países.

O resultado será divulgado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a partir das 17h, após o encerramento da votação no Brasil. Fora do país, brasileiros escolhem apenas o Presidente da República -697 mil eleitores estão aptos a votar.

Segundo o TRE-DF, cerca de 50 urnas quebraram em 15 países. Em alguns casos, como não há urnas disponíveis para substituição, os eleitores votam em cédulas de papel.

"Como uma parte da votação vai ser em cédula de papel, o resultado será divulgado até meia noite [no horário de Brasília]. Haverá um pequeno atraso na divulgação do resultado final, essa vai ser a consequência", afirmou o presidente do TRE-DF, desembargador Roberval Belinati.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

O presidente do TRE-DF disse que servidores da embaixada brasileira em Portugal que trabalhariam como mesários em Lisboa entraram em greve. Com isso, as eleições começaram mais tarde, o que causou longas filas em alguns locais de votação.

"Na Nova Zelândia, a abstenção foi muito grande: 75% dos brasileiros não apareceram para votar. É um número que chama atenção, mas ainda não sabemos as causas. Não sabemos se houve falhas do Itamaraty na divulgação da eleição brasileira naquele país", disse Belinati.