Eleições no Japão: o que você precisa saber

(Reuters) - O governo conservador de coalizão do Japão deve ampliar sua maioria na câmara alta do Parlamento em uma eleição que ocorre dois dias após o assassinato do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe.

* Abe, o primeiro-ministro mais longevo do Japão --que buscou tirar a economia da deflação crônica com suas ousadas políticas econômicas (as chamadas "Abenomics"), robustecer as forças armadas e combater a crescente influência da China-- morreu após ser baleado enquanto fazia discurso de campanha dois dias antes da eleição.

* A morte do responsável pela política "Abenomics" do Japão torna altamente improvável qualquer ameaça imediata ao legado de Abe, mas pode eventualmente permitir que o primeiro-ministro, Fumio Kishida, corte gastos e estímulo monetário do governo de Abe.

* O resultado da eleição da câmara alta terá implicações no controle do primeiro-ministro, Fumio Kishida, sobre o Partido Liberal Democrático (PLD) e sua capacidade de lidar com as principais questões políticas, que vão da inflação à defesa e energia nuclear.

* O aumento do custo de vida está se transformando em um tema eleitoral espinhoso, já que os partidos da oposição culpam as políticas de Kishida pelo aumento dos preços.

* O agricultor Kiyoharu Hirao começou a adicionar mais arroz à mistura que ele dá ao seu gado para que seu dinheiro dure mais, uma vez que a desvalorização do iene aumenta o custo do milho importado para ração animal. Isso o deixa, junto com outros fazendeiros que enfrentam dificuldades semelhantes, irritado com o PLD, que já chegou a ter um apoio quase inabalável da parte rural do Japão.

* A pressão do Japão para reativar os reatores nucleares, fechados após o desastre de Fukushima uma década atrás, pode ganhar impulso, já que o governo de coalizão parece destinado a ganhos nas eleições.

(Compilado por William Mallard)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos