Eleições ocorrerão de modo limpo, seguro e dentro da legalidade, diz Fachin

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ministro Edson Fachin durante sessão do STF
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Edson Fachin, disse nesta quarta-feira que as eleições gerais de outubro ocorrerão de modo seguro, limpo e dentro da legalidade constitucional.

Durante evento no Supremo Tribunal Federal (STF) de lançamento do Programa de Combate à Desinformação, que envolve as duas cortes superiores e outras entidades, Fachin estava acompanhando do presidente do Supremo, Luiz Fux, e do vice-presidente do TSE, Alexandre de Moraes, e também afirmou que atacar o STF é agredir instituições do Estado Democrático de Direito.

Ao exaltar o programa de combate à desinformação das cortes, o presidente do TSE disse também se tratar de uma iniciativa de defesa da democracia que, disse ele, está sendo desafiada pela "cultura da falácia". Na avaliação de Fachin, o programa vem "na hora devida".

O presidente Jair Bolsonaro tem atacado o STF e o TSE e levantado suspeitas sobre o sistema eletrônico de votação sem apresentar quaisquer evidências. Nesta semana, Bolsonaro também disse em discurso a empresários que as eleições deste ano, quando ele tentará a reeleição, podem ser "conturbadas".

Bolsonaro aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e os levantamentos também apontam que o petista venceria o presidente em um eventual segundo turno.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos