Eleições regionais marcadas pela pandemia na Índia

Mohammad Imran KHAN, con Bhuvan BAGGA en Nueva Delhi
·2 minuto de leitura
O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, durante comício em Rothas, no estado de Bihar, em 23 de outubro de 2020
O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, durante comício em Rothas, no estado de Bihar, em 23 de outubro de 2020

Milhões de eleitores do estado indiano de Bihar (norte), que tem 125 milhões de habitantes, começaram a votar nesta quarta-feira na primeira fase das eleições regionais, em locais onde as regras de distanciamento físico para lutar contra o coronavírus não eram respeitadas.

Esta é a maior votação organizada até o momento no planeta desde a explosão da pandemia de covid-19.

A campanha frenética provocou o esquecimento do distanciamento social nos comícios, que reuniram dezenas de milhares de pessoas e onde as máscaras quase não eram vistas.

Estas são as primeiras eleições na Índia desde o confinamento estrito imposto em março pelo primeiro-ministro Narendra Modi, que de repente privou de trabalho e renda milhões de migrantes, muitos deles de Bihar. Muitos demoraram dias e até semanas para voltar, a pé, a seus vilarejos a partir das grandes cidades.

A votação deve acontecer em três fases: a desta quarta-feira e depois nos dias 3 e 7 de novembro. A apuração dos votos acontecerá no dia 10.

Bihar é um dos estados mais pobres do país e foi governado durante mais de 10 anos por uma coalizão entre o partido nacionalista hindu de Modi, o Bharatiya Janata Party (BJP), e o partido regional Janta Dal United ( JDU).

As pesquisas apontam um descontentamento com os governantes, em particular o chefe do Executivo local Nitish Kumar (JDU), no poder durante a maior parte dos últimos 15 anos. Ele é criticado por não ter feito o suficiente contra a pobreza.

A impopularidade de Kumar aumentou durante o confinamento, com o retorno de milhares de pessoas que ficaram sem emprego. 

O desemprego e o aumento do custo de vida são os temas mais importantes da campanha. O governo nacional tenta inclusive controlar o preço das cebolas, alimento básico na gastronomia indiana, após a escassez provocada pelas fortes chuvas que afetaram as plantações.

Na oposição, o partido regional Rashtriya Janata Dal (RJD), afetado por acusações de corrupção, está aliado com o Partido do Congresso. Promete apoiar os jovens desempregados e criar milhares de novos postos de trabalho.

Os governantes de Bihar contam muito com a popularidade de Modi no estado. Ele organizou vários comícios e prometeu acelerar os projetos de desenvolvimento se a coalizão continuar no poder.

A ministra das Finanças, Nirmala Sitharaman, prometeu em um evento de campanha que "todos em Bihar receberão uma vacina gratuita" contra o coronavírus em caso de vitória da eleição.

str-bb-tw-grk/lch/cn/erl/rsr/zm/fp