Eleições 2022: Alesp não elegeu candidatos autodeclarados indígenas ou amarelos

Fachada da Alesp, em São Paulo (Foto: Divulgação)
Fachada da Alesp, em São Paulo (Foto: Divulgação)

A Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) não elegeu nenhum candidato autodeclarado indígena ou amarelo. A assembleia terá, a partir do próximo ano, 76 deputados que se declararam brancos, nove pardos e nove pretos.

A proporção de deputados e deputadas que se declararam da cor branca caiu de 88,3% para 80,8%.

Já a proporção dos que se declararam pretos ou pardos subiu de 10,6% para 19,2%, de acordo com dados contabilizados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Segundo informações do portal g1, esse avanço, porém, não garante a mesma igualdade projetada na população paulista.

De acordo com a Fundação Seade, o Censo IBGE contabilizava, em 2010, um total de 34,6% de pessoas pretas ou pardas no estado. Os brancos representavam 63,9% do total.

Reportagem do portal g1 mostrou ainda que entre os 2.059 candidatos e candidatas ao legislativo paulista em 2022, seis eram pessoas autodeclaradas indígenas e 20, amarelas. Mas nenhuma conseguiu a quantidade mínima de votos para ocupar o cargo.