Eleições 2022: Presidentes do PT e PSB se reúnem para definir apoio à chapa Lula-Alckmin

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Eleições 2022: Presidentes do PT e PSB se reúnem para definir apoio à chapa Lula-Alckmin (Foto: REUTERS/Mariana Nedelcu)
Eleições 2022: Presidentes do PT e PSB se reúnem para definir apoio à chapa Lula-Alckmin (Foto: REUTERS/Mariana Nedelcu)
  • Presidentes do PSB e PT irão se reunir na quinta-feira

  • Carlos Siqueira e Gleisi Hoffmann irão debater os arranjos regionais para o apoio do PSB a Lula

  • Geraldo Alckmin ainda não decidiu se vai mesmo se filiar ao PSB

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e a presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, irão se reunir para debater a aliança entre as duas siglas na próxima quinta-feira (20). Na pauta está o planejamento de como ficarão os arranjos regionais. A informação foi divulgada pela jornalista Andreia Sadi e confirmada pelo Yahoo! Notícias. O encontro está marcado para 10h.

Em novembro, em entrevista ao Yahoo!, Siqueira havia destacado que foi apresentada aos petistas a demanda de que a sigla indicasse o candidato a vice na chapa com o ex-presidente Lula, no entanto, os petistas terão que atender também outras reivindicações do PSB que passam pelas articulações aos governos estaduais como São Paulo e Rio de Janeiro.

"O PT precisa escolher se quer disputar a Presidência da República ou quer fazer essas disputas regionais", disse o presidente do PSB no ano passado.

A reunião nesta semana entre os dois dirigentes irá ocorrer em meio às especulações de que o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB, possa se filiar ao PSB e, assim, ser o vice na chapa com Lula.

Na mesma entrevista de novembro ao Yahoo!, Siqueira avaliou que Lula é que tem condições de derrotar o presidente Jair Bolsonaro e que Alckmin no PSB ajuda a candidatura do petista, mas ele defendeu que não podem ser excluídas as reivindicações da sigla em relação aos Estados como o apoio a Márcio França em São Paulo.

O presidente do PSB ressaltou que, além de São Paulo, os Estados do Rio Grande do Sul, Pernambuco, Espírito Santo e Rio de Janeiro também têm destaque nas articulações do partido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos