Eleições 2022: Precisa de e-Título? Veja quais documentos são necessários para votar

E-título: documento digital é importante para consultar o local de votação - a zona e a seção eleitoral (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
E-título: documento digital é importante para consultar o local de votação - a zona e a seção eleitoral (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Às vésperas do dia 2 de outubro, cerca de 30 milhões de eleitores no Brasil e exterior já ativaram o aplicativo e-Título, a via digital do Título de Eleitor. Somente em 2022, foram 13 milhões de ativações, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No entanto, ainda paira uma dúvida no ar: é preciso estar com e-titulo em mãos para votar?

O Título de Eleitor não é obrigatório no dia da eleição. O documento digital é importante para consultar o local de votação - a zona e a seção eleitoral. Porém, o que o eleitor precisa ter consigo no local é apenas um documento oficial com foto, podendo ser:

  • carteira de identidade;

  • passaporte;

  • carteira de categoria profissional;

  • certificado de reservista;

  • carteira de trabalho;

  • carteira nacional de habilitação.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

O e-Título substitui o documento em papel e pode ser utilizado como identificação, desde que atualizado e com foto. O download do aplicativo pode ser feito via celular ou tablet, nos sistemas Android e iOS, e pode ser baixado na App Store e na Google Play.

Veja o passo a passo para consultar seu local de votação no aplicativo

  1. No e-Título, acesse o menu principal;

  2. Clique em “Onde Votar”;

  3. Uma nova tela se abrirá com os dados sobre a seção, zona e endereço.

Além disso, um mapa será mostrado ao fundo, basta clicar sobre o ícone azul que uma rota até o local será oferecida para facilitar a chegada da eleitora e eleitor ao local de votação.

Quem optar por conferir os dados na versão digital deve fazer isso com antecedência, pois no dia 2 de outubro, quando ocorre o primeiro turno das eleições, a emissão do e-Título estará suspensa e só voltará a ser liberada a partir de segunda-feira (3).

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório (leia a resolução clicando aqui)o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente:

  • Nome do contratante

  • Valor cobrado pela pesquisa

  • Origem dos recursos investidos

  • Metodologia

  • Período de realização

  • Sistema de fiscalização da coleta de dados

  • Tipo de questionário aplicado

Para identificar os atributos que mais merecem atenção nas pesquisas eleitorais, a reportagem do Yahoo! Notícias conversou com alguns especialistas no assunto e separou uma lista com os pontos mais importantes, confira aqui.