Eleitores denunciam fraudes nas eleições no México

CIDADE DO MÉXICO - A eleição com maior participação da história do México, com 63% de adesão do eleitorado, e o triunfo eleitoral de Enrique Peña Nieto, do Partido Revolucionário Institucional (PRI), ficou manchada por graves indícios de fraudes, como compra de votos, alteração de cédulas de votação e problemas no sistema de contabilização dos votos.

Leia também:
Divulgação do resultado final das eleições no México é adiado
Candidata governista do México denuncia falta de transparência nas eleições


Segundo fartas denúncias que podem ser vistas nas redes sociais, feitas por seguidores de Andrés Manuel López Obrador (candidato da esquerda) e outros grupos antagonistas ao PRI, a equipe de Peña Nieto teria lançado mão de várias técnicas para evitar sua derrota nas urnas.

O 'Sorianagate’

Uma popular loja de departamentos com mais de 510 sucursais no México, pertencente à Organização Soriana, teria distribuído, de maneira conjunta com o PRI, cartões pré-pagos carregados com quantias de até 5 mil pesos mexicanos (cerca de R$ 750,00) aos eleitores que pudessem garantir votos para Enrique Peña.

Ainda que a empresa e o partido tenham negado o ocorrido, vários eleitores declararam à imprensa e denunciaram nas redes sociais que estes cartões pré-pagos, em muitos casos, não continham a quantia que lhes foi prometida. Três dias depois da votação, diversas lojas da cadeia Soriana ficaram desabastecidas por aglomerações de eleitores do PRI, no Estado do México, região que foi governada por Enrique de 2005 a 2011. Veja no vídeo abaixo eleitores que falam com naturalidade sobre os cartões recebidos.Alguns deles se queixam de que o valor prometido não havia sido creditado.



Alterações nas cédulas de votação

As zonas eleitorais fecharam às 18h de domingo. A partir deste momento, comecou a contagem dos votos entre os encarregados de cada seção eleitoral sob supervisão de representantes dos partidos políticos. Ainda assim, houve registros de falhas no procedimento de contagem, como a imagem abaixo mostra. Há denúncias espalhadas por todo o país sobre votos ao candidato do PRD, Andrés Manuel López Obrador, terem sido considerados inelegíveis, não contabilizados para o candidato derrotado.

Para evitar a prática, o grupo Anonymous convidou a população que quisesse participar a subir fotos das cédulas com os resultados finais de cada urna para compará-las com o que era divulgado oficialmente pela justiça eleitoral no Programa de Resultados Eleitorais Preliminares (PREP). O resultado é que em muitos casos notaram-se discrepâncias prejudiciais ao candidato Lópes Obrador.



O próprio PREP mostrou indícios de alterações nos resultados durante a madrugada de domingo, horas depois que o presidente do Instituto Federal Eleitoral, Leonardo Valdés Zurita, anunciou uma diferença irreversível em favor do candidato declarado vencedor do pleito.

* Hector Cantú é jornalista do Yahoo! México

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias