Eleitores de Lula reunidos na avenida Paulista se dividiam entre otimismo e apreensão

Apoiadores de Lula reunidos na avenida Paulista
Lula falou a eleitores de um trio elétrico por volta das 23h deste domingo

Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reunidos na noite de domingo na avenida Paulista, em São Paulo, para ouvir seu pronunciamento após o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais se dividiam entre o otimismo pela liderança do candidato e apreensão pelo placar mais apertado do que o sinalizado pelas pesquisas de intenção de voto.

Com 99,99% das urnas apuradas, Lula somava 48,43% dos votos válidos, cerca de 57,3 milhões, e Jair Bolsonaro (PL), 43,20% (51 milhões).

À reportagem da BBC News Brasil, Paulo, um dos apoiadores do ex-presidente, que acompanhou a contagem de votos em um bar no bairro de Santa Cecília antes de seguir para a avenida Paulista, afirmou que o público que se dividia entre as mesas e acompanhava a apuração pelos telões foi da euforia no momento em que Lula ultrapassou Bolsonaro, por volta das 20h, ao desgosto quando o segundo turno foi se confirmando, cerca de uma hora depois.

"O jogo está aí, a gente tem quase um mês pra conseguir reverter essa situação", ele completa, otimista. Nas quase quatro semanas que separam o primeiro do segundo turno, a estratégia da campanha do Partido dos Trabalhadores (PT) deve ser, em sua opinião, buscar dialogar com os setores que não votaram no ex-presidente e, em paralelo, ressaltar tanto os aspectos positivos dos dois mandatos de Lula, entre 2003 e 2010, como também as propostas para o futuro do país.

"A gente tem sofrido muito com a falta de propostas, e a gente tem sofrido muito com as medidas descabidas do governo atual", conclui.

Bandeiras de Lula à venda na avenida Paulista
Lula somou 48,43% dos votos válidos

"Eu acompanhei metade da apuração em casa, fiquei muito angustiada e vim ver em um bar na Consolação com alguns amigos", contou Ana Luísa. "Foi um alívio, mas a gente não esperava. A gente achava que ia ser de lavada, no primeiro turno, foi angustiante."

Como muitos dos eleitores na avenida Paulista, ela diz ter se surpreendido com a votação de Bolsonaro, que acabou indo bem além "dos 33%" que as pesquisas de avaliação do governo sinalizavam como a base do bolsonarismo. "O Brasil se identifica muito mais com ele do que a gente gostaria. Isso que deu um susto."

"A pergunta que fica é onde a gente está errando", ela reflete. "Qual o compromisso que a gente precisa ter com o Brasil, quem a gente precisa alcançar, como…são perguntas duras."

Apoiadores de Lula reunidos na avenida Paulista
Votação mais expressiva que o esperado do atual presidente, Jair Bolsonaro, surpreendeu apoiadores do PT

Antes de se deslocar para a avenida Paulista, a reportagem acompanhou o pronunciamento de Lula no hotel Jaraguá, no centro de São Paulo, onde ele se concentrou durante a apuração dos votos.

Em sua fala, o ex-presidente destacou que todas as eleições presidenciais que disputou e das quais saiu vitorioso tiveram segundo turno e afirmou que as próximas semanas serão um oportunidade para que possa debater diretamente com Bolsonaro, para que possa fazer "mais comício" e dialogar com adversários.

- Esse texto foi publicado originalmente em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-63114627

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!