Eleitores no Estado de Barinas, na Venezuela, voltam às urnas para eleger governador

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Deisy Buitrago

BARINAS (Reuters) - Os eleitores no Estado de Barinas, na Venezuela, um reduto do partido socialista atualmente no poder e local de nascimento do ex-presidente Hugo Chávez, foram às urnas neste domingo para eleger um novo governador em nova realização do pleito de novembro passado.

A família Chávez governou Barinas, que fica nas planícies do oeste da Venezuela, por duas décadas. Mas quando as eleições locais e regionais foram realizadas em novembro, o partido socialista não saiu vitorioso.

Em vez disso, o Supremo Tribunal ordenou que o pleito fosse refeito após desqualificar o candidato da oposição Freddy Superlano. A decisão obedeceu a uma ordem do controlador-geral em agosto, informando que Superlano estava sob investigação administrativa e havia sido impedido de concorrer.

O candidato do partido no poder, Argenis Chávez, irmão do falecido ex-presidente, saiu da disputa, com o ex-chanceler Jorge Arreaza competindo com o novo candidato da oposição Sergio Garrido.

O Estado tem cerca de 500 centros de votação, com cerca de 600.000 eleitores registrados.

Depois de votar, Arreaza disse aos jornalistas que, se vencer, manterá diálogo com todos os setores de Barinas, inclusive a oposição, e reiniciará a refinaria local, entre outras medidas

(Por Deisy Buitrago em Barinas)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos