Eletrobras: trabalhadores poderão usar FGTS para comprar ações

Venda de ações da Eletrobras terá início na próxima-sexta 8 (REUTERS/Brendan McDermid)
Venda de ações da Eletrobras terá início na próxima-sexta 8 (REUTERS/Brendan McDermid)
  • Valor mínimo de uso do fundo será de R$ 5 mil;

  • Espera-se que a venda arrecade R$ 35 bilhões;

  • Compra das ações poderá ser feita entre os dias 3 e 8 de junho.

Os trabalhadores brasileiros poderão utilizar seus saldos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para comprar ações na privatização da Eletrobras, estatal brasileira e maior companhia elétrica da América Latina.

De acordo com a Eletrobras, cada trabalhador deverá gastar um mínimo de R$ 5 mil para poder usar os fundos do FGTS, podendo utilizar um máximo de R$ 50 mil ou 50% do fundo. Pessoas físicas que quiserem comprar ações diretamente terão um valor mínimo de R$ 1 mil, e um máximo de R$ 1 milhão.

Caso desejem gastar menos, será possível também realizar a compra de papéis da empresa por bancos e corretoras dos Fundos Mútuos de Privatização (FMPs). Nesse caso o valor mínimo será de R$ 200, mas as instituições poderão oferecer cotas ainda menores.

O processo de venda das ações da Eletrobras começará no dia 3 de junho, estando aberto a investidores que já detém papéis ordinários ou preferenciais, empregados e aposentados da estatal, trabalhadores com recursos no FGTS e outros investidores.

O prazo de reserva de ações terminará no dia 8, com o valor de cada papel sendo divulgado no dia 9, dependendo do interesse e busca dos investidores pela nova empresa. Espera-se que sejam vendidos cerca de 627,6 milhões de ações e que se arrecade cerca de R$ 35 bilhões com a venda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos