Elizabeth II estabelece 'período de transição' para Harry e Meghan

Rainha Elizabeth II fala sobre decisão de Harry e Meghan após reunião com a família (Foto: Getty Images)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após uma reunião nesta segunda-feira (13), a rainha Elizabeth II afirma que concordou com a decisão de seu neto, príncipe Harry, e de sua mulher, Meghan Markle, de serem mais independentes da família real britânica, e estabeleceu um período de transição para esse processo.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

“Minha família e eu apoiamos totalmente o desejo de Harry e Meghan de criar uma nova vida como uma jovem família”, diz a monarca de 93 anos em comunicado, no qual qualifica as discussões sobre o tema de “muito construtivas”.

Leia também

“Apesar de preferirmos que eles permanecessem como membros da família real em período integral, respeitamos e entendemos seu desejo de viver uma vida mais independente como uma família, enquanto permanecem como uma parte valiosa da minha família”, completa.

Ela diz que haverá um período de transição no qual o casal vai se dividir entre o Reino Unido e o Canadá e acrescentou que há mais trabalho a ser feito para finalizar os arranjos para Harry e Meghan, mas pede que as decisões finais sejam tomadas nos “próximos dias”.

Meghan Markle e o príncipe Harry em Londres, na Inglaterra, no início de janeiro de 2020 (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

O encontro, que ocorreu em Sandringham, na residência privada da rainha, incluiu também o pai de Harry, o príncipe Charles, e o irmão dele, William. Meghan está no Canadá com o filho, Archie, e a previsão era que ela participasse por teleconferência.

A decisão do casal foi uma surpresa para Elizabeth II, que disse a interlocutores não ter sido consultada. Em uma publicação no seu canal oficial no Instagram, o duque e a duquesa de Sussex, como são conhecidos formalmente, escreveram que tomaram a decisão após “muitos meses de reflexão e discussões internas”.

Depois da publicação, o Palácio de Buckingham divulgou uma nota afirmando que são “questões complicadas” e que as conversas sobre as possíveis mudanças ainda estavam em estágio muito inicial.

Segundo a imprensa britânica, a rainha teria pedido à família que encontre uma solução para o desejo de seu neto, o sexto na ordem de sucessão ao trono, de obter independência financeira e viver parte do ano no Canadá.