Elon Musk afirma que a sobrevivência do Twitter está em risco

Semana negra para o Twitter. Depois de terem sido anunciados despedimento em catadupa, Elon Musk, proprietário e diretor executivo da empresa, desde finais de Outubro, vem agora deixar o alerta.

Nas palavras do bilionário, a empresa pode entrar em falência, se não forem encontradas novas formas de financiamento.

Numa carta dirigida aos funcionários do Twitter, o responsável avisa que “sem receitas de subscrição significativas", existe “uma boa hipótese da empresa não sobreviver à próxima recessão económica”.

Os despedimentos em massa e o aviso do pagamento de contas verificadas levou vários anunciantes a suspender os seus gastos com a rede social, cujo modelo de negócio depende em grande parte da publicidade. É por essa razão que Musk tenta agora virar-se para outro tipo de serviços pagos.

A Comissão Federal do Comércio dos Estados Unidos também já manifestou preocupação na sequência dos episódios dos últimos dias.