Elon Musk disse que é “Prioridade 1” combater conteúdo sexual infantil no Twitter

Elon Musk disse que é “Prioridade #1” combater o conteúdo sexual infantil no Twitter (Foto: STR/NurPhoto via Getty Images)
Elon Musk disse que é “Prioridade #1” combater o conteúdo sexual infantil no Twitter (Foto: STR/NurPhoto via Getty Images)
  • O Twitter adicionou uma opção de denunciar diretamente a exploração sexual infantil em tweets

  • Um usuário twittou "Elon Musk começou a abordar a questão de postar conteúdo de exploração sexual infantil “

  • Musk respondeu ao tweet dizendo que o problema é "Prioridade nº 1"

Elon Musk, o novo dono do Twitter, classificou como “prioridade número 1” resolver o problema do conteúdo de exploração sexual infantil estar facilmente disponível na plataforma.

O usuário do Twitter EvaFoxU, seguido por Musk, twittou "Elon Musk começou a abordar a questão de postar conteúdo de exploração sexual infantil no Twitter após anos de inatividade da plataforma sobre o assunto sob administração anterior", com um link para um artigo de Tesmanian entrevistando Eliza Bleu , uma sobrevivente do tráfico humano e defensora das vítimas.

Musk respondeu ao tweet dizendo que o problema é "Prioridade nº 1".

Bleu disse que o Twitter adicionou uma opção de denunciar diretamente a exploração sexual infantil em tweets com imagens ou vídeos. Ao denunciar uma postagem, os usuários agora podem selecionar a opção de "exploração sexual infantil" como o motivo da denúncia.

O Twitter está envolvido em polêmica há anos por não remover adequadamente o material de abuso sexual infantil e foi alvo de um grande processo de segurança infantil em 2021 .

Twitter já foi processado por se recusar a remover conteúdo sexual infantil

Um menor processou o Twitter dizendo que a empresa se recusou a remover um vídeo sexualmente explícito dele aos 13 anos, postado originalmente em 2019. O menor denunciou o vídeo, mas demorou nove dias para a empresa removê-lo de sua plataforma, e isso foi apenas depois que um agente do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos interveio.

Dois advogados que representam o menor conversaram com o Centro Nacional de Exploração Sexual em 2021, dizendo que havia hashtags importantes usadas no Twitter para comercializar pornografia infantil. Eles acrescentaram que potencialmente apenas "uma porcentagem" do material de abuso sexual infantil relatado estava sendo retirado do ar pelo Twitter.

A política de exploração sexual infantil do Twitter atualmente diz que tem "tolerância zero em relação a qualquer material que apresente ou promova a exploração sexual infantil, uma das violações mais graves das regras do Twitter ".