Elon Musk diz que engenheiros da Tesla trabalharam voluntariamente no Twitter

Funcionários de Musk tiveram que trabalhar simultaneamente em duas empresas (Getty Image)
Funcionários de Musk tiveram que trabalhar simultaneamente em duas empresas (Getty Image)
  • Elon Musk chamou engenheiros da Tesla para trabalhar voluntariamente no Twitter;

  • Funcionários da montadora atuavam após o expediente na Tesla;

  • Tribunal dos EUA julgou a legalidade da dupla jornada.

Quando Elon Musk assumiu o comando do Twitter, decidiu demitir grande parte das equipes de trabalho ao redor do mundo para cortas custos. Além disso, o bilionário decidiu que 50 engenheiros de outras empresas, como a Tesla, deveriam trabalhar na revisão dos códigos da rede social.

A medida gerou discussões sobre jornada dupla de trabalho sem remuneração adicional. Por causa da polêmica, Musk disse que "convocou voluntariamente” os funcionários da montadora de veículos elétricos para ajudar na transição do Twitter após o horário oficial de serviço.

“Isso foi depois do expediente - apenas se você estiver interessado em me ajudar a avaliar a engenharia do Twitter... seria bom. Acho que durou alguns dias e acabou”, disse o homem mais rico do mundo.

Quando questionado se era uma boa ideia usar ativos da montadora de veículos na rede social, Musk fisse falou "não pensei nisso como usar os ativos da Tesla. Há 120 mil pessoas na empresa. Isso é de minimis”, complementou o bilionário usando um termo em latim que significa "o mínimo".

Nos tribunais que julgaram a legalidade da dupla jornada, James Murdoch, empresário que faz parte do conselho da Tesla, também testemunhou dizendo que todos os membros estavam cientes de que o executivo tinha pedido aos engenheiros da empresa que trabalhassem no Twitter.

O conselheiro ainda disse que o comitê de auditoria estava monitorando a situação, apesar do trabalho já ter terminado, de acordo com o CEO da companhia.