Elon Musk e o Twitter se enfrentam em audiência; entenda

Enquanto o Twitter pede que o julgamento aconteça em setembro, Musk prefere adiar para o ano que vem (CFOTO/Future Publishing via Getty Images)
Enquanto o Twitter pede que o julgamento aconteça em setembro, Musk prefere adiar para o ano que vem

(CFOTO/Future Publishing via Getty Images)

  • Elon Musk e Twitter se enfrentam hoje em Delaware (EUA);

  • Este é o primeiro passo do que promete ser uma longa batalha judicial;

  • Audiência deve decidir a data do julgamento, analisando os diferentes pedidos das partes envolvidas.

O bilionário Elon Musk e o Twitter se enfrentam, nesta terça-feira (19), na primeira audiência judicial em Delaware, nos Estados Unidos, depois que o dono da Tesla e SpaceX desistiu do acordo de compra da plataforma, firmado em US$ 44 bilhões.

Este é apenas o primeiro passo do que deve se tornar uma longa batalha judicial. O caso será analisado pela Corte de Chancelaria de Delaware e deve incluir pedidos, por parte do Twitter, para que um julgamento aconteça em setembro, de forma a limitar as incertezas que assolam a empresa.

Nesta segunda-feira (18), a rede social acusou Musk de “depreciar o Twitter e prolongar este litígio”, ao recusar a proposta dele de esperar até o início do ano que vem para marcar a data do julgamento. O argumento dos advogados do bilionário baseia-se no fato de que serão necessários vários meses para analisar um assunto tão complexo. Já a empresa pede que o caso seja resolvido o quanto antes, uma vez que “milhões de ações do Twitter são negociadas diariamente sob uma nuvem de dúvida criada por Musk”, disse.

A ideia desta primeira audiência, marcada para hoje, é justamente decidir qual das partes – Musk ou Twitter – terá o pedido acatado.

Processo

Depois que o bilionário desistiu do acordo de compra, dizendo que o Twitter não cumpriu com a promessa de informar a quantidade de contas falsas existentes, as ações da rede social despencaram. A plataforma, então, entrou com um processo para forçar Musk a concluir a transação.

Quem supervisiona o caso é a juíza Kathaleen McCormick, da Corte de Chancelaria de Delaware, uma das poucas a ter ordenado, no passado, a conclusão de um acordo de compra após a empresa que fez a oferta tentou recuar.

Segundo analistas ouvidos pela The Journal, existe a possibilidade de que Musk tenha que seguir com a aquisição do Twitter, pagar multa de US$ 1 bilhão ou vencer a causa com o argumento de que a plataforma não foi transparente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos