Elon Musk e Tesla: veja a última jogada do bilionário para se livrar de processo na Justiça

O bilionário Elon Musk quer que seu julgamento sobre acusações de fraude envolvendo acionistas da Tesla, que se aproxima, seja transferido de São Francisco para o Texas. Ele alega que os juristas da região o avaliariam de forma tendenciosa em função de recentes demissões no Twitter, rede social comprada recentemente pelo magnata, e pela "negatividade local".

Entenda: Elon Musk se torna a primeira pessoa na História a perder US$ 200 bilhões

Desvalorizada na bolsa: Musk diz que vai suspender a venda de ações da Tesla por pelo menos dois anos

A justificativa de Musk para a mudança seria que, no último ano, a sede da Tesla foi transferida da Califórnia para Austin, cidade texana, segundo documento apresentado por sua defesa na noite desta sexta-feira. O julgamento está previsto para começar no próximo dia 17.

A equipe jurídica do bilionário argumenta que uma parcela significativa do júri da região de São Francisco é "provável que tenham um viés pessoal e material contra Musk como consequência das recentes demissões em uma de suas empresas, já que potenciais jurados — ou seus amigos e parentes — possam ter sido diretamente impactados". Eles avaliam que esse contexto levou a um agravamento de possível viés, "expandido e reforçado pela publicidade local negativa e inflamatória em torno dos eventos".

Embora Musk tenha mudado a sede da Tesla para o Texas em dezembro de 2021, a empresa ainda tem uma presenta forte na Califórnia — em uma publicação feita nesta semana, a montadora de carros elétricos disse ter 47 mil funcionários no estado.

Investidores que movem processos contra Tesla e Musk argumentam que as publicações do bilionário no Twitter em agosto de 2018 sobre fechar o capital da fabricante de carros elétricos com "financiamento garantido" foram "indiscutivelmente falsas" e custaram a eles bilhões de dólares ao levar a mudanças bruscas no valor dos papéis da empresa.

Sobre as alegações apresentadas pelos investidores, a defesa do bilionário afirma que "a moção (pela mudança do local de julgamento) não está sendo trazida simplesmente porque Musk foi alvo de cobertura negativa pela imprensa" e que "a imprensa local e o establishment político tentaram retratar Mus como diretamente responsável pelos danos econômicos materiais a uma quantidade significativa de potenciais juristas em função das demissões e para a cidade de São Francisco como um todo".