Elon Musk está quase R$ 580 bilhões 'mais pobre', mostra Forbes

Acionistas da Tesla estaria preocupados com a passividade e falta de iniciativas do executivo com sua própria empresa e julgam que Musk não está dando a devida atenção à empresa de veículos elétricos (Photo by CARINA JOHANSEN/NTB/AFP via Getty Images)
Acionistas da Tesla estaria preocupados com a passividade e falta de iniciativas do executivo com sua própria empresa e julgam que Elon Musk não está dando a devida atenção à empresa de veículos elétricos (Photo by CARINA JOHANSEN/NTB/AFP via Getty Images)
  • Musk: Avaliação da Forbes aponta que fortuna vem caindo;

  • Tradicional publicação americana fez uma ligação entre os bens do CEO da Tesla e o preço das ações;

  • Atualmente a Tesla não conta com um diretor de operações (COO), ou seja, é Musk (como CEO) que deve atuar mais presente no dia-a-dia da empresa.

Apesar de acumular um patrimônio financeiro de US$ 215,4 bilhões (aproximadamente R$ 1,1 trilhão), a fortuna de Elon Musk vem caindo. Uma avaliação feita pela Forbes verificou uma queda superior a US$ 110 bilhões (aproximadamente R$ 578 bilhões) no patrimônio do bilionário.

Para comprovar essa queda, a tradicional publicação americana fez uma ligação entre os bens do CEO da Tesla e o preço das ações. O resultado foi que os papéis caíram 46% desde o início do ano, fechando a última sexta-feira (24) a US$ 214.

Apesar de Musk seguir sendo o homem mais rico do mundo, mesmo com a queda em seus rendimentos, acionistas da Tesla estaria preocupados com a passividade e falta de iniciativas do executivo com sua própria empresa. Recentemente, Gary Black, sócio gerente do Future Fund e um dos grandes acionistas da Tesla, comentou no Twitter que ele e outros investidores da montadora estão preocupados se Musk está dando a devida atenção à empresa de veículos elétricos.

Atualmente a Tesla não conta com um diretor de operações (COO), ou seja, é Musk (como CEO) que deve atuar mais presente no dia-a-dia da empresa. Além disso, o bilionário ainda divide sua atenção com outras empresas, como a SpaceX, The Boring Company, Neuralink e agora o Twitter.

Tamanho leque de funções pode ser demais para Musk. Acionistas apontam para a queda no valor das ações da Tesla, que já recuaram 35% no ano após a empresa relatar um número de vendas abaixo do esperado, o que não significa necessariamente que a empresa está indo mal, mas que a economia global pode estar entrando em uma recessão.

Dois anos atrás, o CEO da Tesla declarou que estava se desfazendo de casas e de bens físicos. No momento, ele mora em uma residência modesta de US$ 45 mil (R$ 237,9 mil) perto da sede da SpaceX.