Elon Musk pede voto para Partido Republicano nas midterms dos EUA

GUARULHOS, SP (FOLHAPRESS) - O bilionário Elon Musk, o novo dono do Twitter, saiu nesta segunda (7) em defesa do Partido Republicano para as eleições de meio de mandato nos EUA, as chamadas midterms. Em uma mensagem na rede social que comprou, ele pediu que aqueles que se consideram independentes politicamente votem na legenda.

"O poder, quando compartilhado, freia os piores excessos de ambos os partidos, por isso recomendo votar por um Congresso republicano, uma vez que a Presidência [ocupada por Joe Biden] é democrata."

E acrescentou: "Democratas ou republicanos radicais nunca votam no outro lado, então os eleitores independentes são os que realmente decidem quem está no comando".

As midterms ocorrem nesta terça-feira (8). Eleitores irão às urnas para renovar toda a Câmara dos EUA e parte do Senado, além de eleger alguns governadores. Biden e os democratas têm hoje maioria nas duas Casas legislativas —mas a vantagem é estreita no Senado.

Lá, o quadro está dividido igualmente, com 50 cadeiras para os republicanos e 50 para os democratas —segundo as regras locais, a vice-presidente comanda o Senado, então Kamala Harris tem o poder de desempatar as disputas a favor do partido do presidente. As pesquisas apontam que a margem na Casa seguirá apertada na próxima legislatura, com maioria pendendo para os republicanos.

Na Câmara, os levantamentos indicam que os republicanos devem controlar a Casa.