Elon Musk quer trocar uma ideia (online) com Putin, o todo-poderoso presidente russo

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Vladimir Putin. (Foto: Mikhail Klimentyev\TASS via Getty Images)
Vladimir Putin. (Foto: Mikhail Klimentyev\TASS via Getty Images)

O bilionário sul-africano Elon Musk aparentemente gostou mesmo de usar o aplicativo de conversa online Clubhouse. Ele já apareceu ao vivo para falar nas salas do app há algumas semanas, e agora quer bater um papo ao vivo com outro figurão do cenário internacional: o presidente russo Vladimir Putin.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Musk fez o convite pelo Twitter, marcando o perfil da autoridade russa, e ainda complementou, escrevendo em russo que “seria uma honra” participar dessa conversa.

Leia também:

Segundo a mídia americana, o russo teria se interessado, e a conversa pode mesmo acontecer. Sobre o que será que eles vão falar?

Por enquanto disponível apenas para o sistema operacional iOS, da Apple, e acessível apenas mediante convites, a Clubhouse é um dos assuntos mais quentes no Vale do Silício e no mundo da tecnologia, avaliado em US$ 100 milhões.

A empresa foi fundada no ano passado por dois empreendedores, Paul Davison e Rohan Seth. Nos últimos meses, vem ganhando os holofotes graças à adesão de artistas famosos, como os atores Jared Leto e Ashton Kutcher.

Sua lógica é simples: uma rede social para smartphones que se baseia em grupos de conversa, mas por áudio. Assim, cada uma dessas salas, onde os usuários podem entrar e sair à vontade, se torna uma espécie de “sala de conferência” sobre temas diversos, de saúde e bem-estar a tecnologia e política.

Nessa última semana, dois convidados de peso ajudaram a atirar ainda mais gasolina na fogueira do hype em torno do Clubhouse: Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, e Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, a maior rede social do mundo, foram convidados e falaram – em dias diferentes – sobre suas visões sobre o futuro da tecnologia.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube