Elon Musk se auto-proclama 'imperador de Marte'

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
  • O bilionário sul-africano Elon Musk atualizou a sua biografia no Twitter.

  • Agora, além de “Techno Rei” da Tesla, ele se chama de “Imperador de Marte”.

  • Musk tem planos de levar tripulação humana e colonizar o planeta vermelho.

O bilionário sul-africano Elon Musk atualizou a sua biografia no Twitter para contemplar um novo cargo que ele criou para si mesmo, ao menos em sua imaginação: imperador de Marte.

Leia também:

A piada tem um fundo de verdade, já que o empresário, executivo-chefe da SpaceX, uma fabricante de foguetes e naves espaciais, atualmente trabalha no desenho de foguetes que sejam capazes de levar uma tripulação humana até o planeta vermelho nas próximas décadas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Ele afirmou que pretende estabelecer uma base humana permanente em Marte ainda nesta década, para então iniciar uma colonização completa. Nesse caso, ele teria mesmo muita influência sobre o “cotidiano” no nosso vizinho planetário.

Nos objetivos do empreendedor, a colônia humana ficaria inicialmente restrita a um tipo de “domo de sobrevivência”, mas gradualmente a humanidade poderia reconfigurar as características físicas da superfície marciana. Por exemplo, Musk já sugeriu a possibilidade de se esquentar o planeta por meio da detonação de artefatos nucleares em seus pólos, o que propiciaria o derretimento de agrupamentos de água congelada.

Biografia

Elon Musk é hoje o terceiro homem mais rico do planeta, com fortuna estimada em mais de US$ 160 bilhões. De origem sul-africana, ele fez fortuna nos Estados Unidos com negócios ligados a tecnologia – ele foi um dos responsáveis pelo sucesso do PayPal.

Nos últimos anos, vem investindo seu dinheiro em diferentes empresas: a Tesla, que fabrica carros elétricos, a SpaceX, que produz foguetes e tecnologia aeroespacial, a Boring Company, que cava túneis de transporte subterrâneos, e a Neuralink, que estuda implantes eletrônicos cerebrais.

Musk investe ainda na OpenAI, uma organização aberta que estuda inteligência artificial.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube