Elon Musk será julgado por pagamento que o tornou o homem mais rico do mundo

Elon Musk, CEO da Tesla, deverá depor esta semana no Tribunal de Chancelaria de Delaware para defender seu pacote salarial de US$ 56 bilhões que ajudou a torná-lo o homem mais rico do mundo. De acordo com os dados do processo, Musk pode depor já nesta terça-feira.

Alienígenas, túneis e viagens de foguete: A visão de futuro de Musk no G20

Fortuna menor: Musk já perdeu US$ 100 bi. Entenda o motivo

Em questão está o plano de pagamentos que o Conselho de Administração da montadora de carros elétrico criou em 2018 para Musk.

O autor da ação contra Musk e a Tesla, Richard J. Tornetta, pretende provar durante o julgamento que o bilionário usou seu controle sobre a companhia e seu Conselho de Administração para ditar os termos do pacote de 2018, que, entre outros pontos, não exigia que ele trabalhasse na Tesla em período integral.

No processo, os acionistas da Tesla argumentam que o pacote salarial foi manipulado com metas de desempenho fáceis e que deveria exigir que Musk trabalhasse em período integral na montadora. No entanto Musk dividiu seu tempo entre vários negócios: a SpaceX., a Boring Company que construiu um tipo de túnel para cápsulas rápidas sob o Centro de Convenções de Las Vegas, e,agora, comprou o Twitter.

Agora, os acionistas estão também preocupados com o fato de Musk se envolver demais com o Twitter, que o bilionário chegou a alertar que pode não sobreviver a uma crise econômica.

Tornetta, que é acionista da Tesla, pediu ao tribunal em Wilmington, em Delaware, que rescinda o pacote de compensação de Musk.

O caso será julgado por Kathaleen McCormick, do Tribunal de Chancelaria de Delaware, que estava a cargo da disputa legal entre o Twitter e Musk que terminou no mês passado com a compra da plataforma de mídia social por US$ 44 bilhões.

Twitter: Quem são os novos sócios de Elon Musk?

Os diretores de Musk e Tesla, que também são réus, negaram as acusações e afirmam que o pacote salarial cumpriu seu objetivo. Originalmente programado para ser pago ao longo de uma década, o plano acabou sendo extremamente lucrativo para o empresário.

A Tesla foi a ação dos EUA com melhor desempenho em 2020 e se tornou a fabricante de automóveis mais valiosa de todos os tempos nos Estados Unidos: seu valor de mercado pulou de US$ 50 bilhões para mais de US$ 1 trilhão.

Paywal no Twitter? Musk quer cobrar por uso da rede após algumas horas de navegação

O pacote que está sendo contestado permite que Musk compre 1% das ações da Tesla com um grande desconto cada vez que as metas financeiras e de desempenho forem atingidas. Caso contrário, Musk não recebe nada.

Nesta segunda-feira, está previsto o depoimento de Ira Ehrenpreis, diretor da Tesla desde 2007. Ao todo, 19 testemunhas estão agendadas, incluindo diretores e executivos da empresa em 2018, especialistas em remuneração e consultores que ajudaram a elaborar o pacote salarial.

Uma decisão provavelmente levará cerca de três meses após o julgamento e as partes poderão apelar da decisão junto à Suprema Corte de Delaware.