Elymar Santos cumpre promessa, doa 14 mil cestas básicas e rebate fama de pão-duro: 'Sempre ajudei as pessoas'

·2 min de leitura

Homem de fé, Elymar Santos fez uma promessa e levou a sério a missão pessoal. O cantor, de 69 anos, distribuiu 14 mil cestas básicas e outros itens como cestas de Natal e brinquedos em diversos pontos e comunidades do Rio e também em Saquarema, onde tem uma casa. Além disso, o artista ainda ajudou uma menina do Complexo do Alemão que ganhou uma bolsa para estudar no Ballet Bolshoi, na Rússia, custeando a passagem e estadia dela e da família.

— Trabalhei a vida inteira com música e sempre guardei dinheiro. Pensei no amanhã. Até me chamavam de pão-duro, mas sempre ajudei as pessoas. Agora estamos passando por esse momento. Não estou trabalhando desde que foi dito que não podia sair de casa. Estou conseguindo me manter, cumprindo com os meus compromissos. Sempre fiz trabalho social e ajudei pessoas em vários lugares. Na pandemia, a coisa ficou mais complicada e continuei colaborando com muita gente. Minha vida é movida pela fé. Eu não sou o cara quando estou cantando. Eu sou o cara quando estou fazendo isso.

Com a família toda em Recife, Pernambuco, o cantor vai passar o Natal no Rio sozinho, mas sem grilo.

— Eu sou minha melhor companhia — diz ele, que gostaria de ganhar de presente o fim da pandemia.

Sem fazer shows desde março de 2020, o artista remarcou cerca de 30 apresentações para após o carnaval. Mas só vai subir ao palco caso a pandemia esteja controlada.

— Eu não sei como vai ser voltar aos palcos. Eu parei mesmo. Cantar é minha vida, mas tudo isso mexeu muito comigo. A minha saúde mental foi afetada. Tem horas que dá um desespero grande — ele desabafa, relembrando os momentos difíceis nos últimos anos, como a morte de sua empresária Ângela, em 2017: — No momento em que eu perdi a minha empresária, tive vontade de parar de cantar. Mas o tempo se encarrega de botar as coisas no lugar e Deus não nos dá nenhum fardo que não possamos carregar. Eu estou dando tempo ao tempo e vai ser como Deus quiser.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos