Em 1º teste como cabo-eleitoral presidencial, Bolsonaro só consegue eleger 13 de 59 candidatos

DANIELLE BRANT, RANIER BRAGON E RENATO MACHADO
·4 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 10.11.2020 - Presidente Jair Bolsonaro durante lançamento do programa Retomada do Turismo, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 10.11.2020 - Presidente Jair Bolsonaro durante lançamento do programa Retomada do Turismo, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em seu primeiro teste como cabo-eleitoral na cadeira de presidente da República, Jair Bolsolnaro teve um resultado bem abaixo das expectativas de seus aliados. Dos 59 nomes que referendeu pessoalmente em suas "lives eleitorais gratuitas", apenas 13 se elegeram —os principais, dois prefeitos de cidades interioranas, Mão Santa (DEM), em Parnaíba (PI), e Gustavo Nunes (PSL), em Ipatinga (MG).

Os principais nomes bancados abertamente por Bolsonaro foram Celso Russomanno (Republicanos), em São Paulo, Marcelo Crivella (Republicanos), no Rio, e Bruno Engler (PRTB), em Belo Horizonte. Desses, só Crivella conseguiu ir para o segundo turno, mas inicia essa nova etapa em desvantagem.

Dos outros candidatos a prefeito apoiados pelo presidente, Capitão Wagner (Pros) também enfrentará um difícil segundo turno em Fortaleza. O resto foi derrotado, entre eles Ivan Sartori (PSD), em Santos, um dos primeiros a receber o aval de Bolsonaro, e Oscar Rodriges (MDB), em Sobral (CE), que perdeu para o irmão de Ciro e Cid Gomes, Ivo Gomes (PDT).

Bolsonaro também empenhou seu prestígio na campanha suplementar para o Senado em Mato Grosso, mas sua candidata, Coronel Fernanda (Patriota), também perdeu para Carlos Fávaro (PSD).

Entre os 11 vereadores apoiados por Bolsonaro que conseguiram sucesso nas urnas está o filho Carlos Bolsonaro (Republicanos), que foi reeleito, mas perdeu cerca de 35 mil votos em relação a 2016.

Entre os que fracassaram está Wal do Açaí, sua ex-funcionária fantasma, que teve só 266 votos e não conseguiu se eleger vereadora em Angra dos Reis (RJ).

*

Veja abaixo a resposta das urnas a 59 candidatos a prefeito, vereador e senador apoiados por Bolsonaro.

Abimael Santos (PP)/ Toritama (PE) - vereador/ NÃO ELEITO

Aderbal Poroca (DEM)/ Paulista (PE) - vereador/ NÃO ELEITO

Adilson Bolsonaro (PSD)/ Santa Cruz do Capibaribe (PE) - vereador/ NÃO ELEITO

Alessandro Sarmento (PRTB)/ Olinda (PE) - vereador/ NÃO ELEITO

Alex Ceará (PSC)/ Fortaleza - vereador/ NÃO ELEITO

Alexandre Aleluia (DEM)/ Salvador - vereador/ ELEITO

Alisson Novais (Patriota)/ João Pessoa (PB) - vereador/ NÃO ELEITO

Bruno Engler (PRTB)/ Belo Horizonte - prefeito/ NÃO ELEITO

Cabo Emanuel Diniz (DEM)/ Campina Grande (PB) - vereador/ NÃO ELEITO

Cabo Silveira (Patriota)/ Campo Grande (MS) - vereador/ NÃO ELEITO

Capitão Araújo Lima (PP)/ Aracaju (SE) - vereador/ NÃO ELEITO

Capitão Wagner (PROS)/ Fortaleza - prefeito/ SEGUNDO TURNO

Carlos Bolsonaro (Republicanos)/ Rio de Janeiro - vereador/ ELEITO

Celso Russomanno (Republicanos)/ São Paulo - prefeito/ NÃO ELEITO

Cely Duarte (PROS)/ Fortaleza - vereadora/ NÃO ELEITA

Clau de Luca (PRTB)/ São Paulo - vereador/ NÃO ELEITA

Coronel Alfredo Menezes (Patriota)/ Manaus (AM) - prefeito/ NÃO ELEITO

Coronel Fernanda (Patriota)/ Senado (MT) - senadora/ NÃO ELEITA

Coronel Kelson (Patriota)/ João Pessoa (PB) - vereador/ NÃO ELEITO

Coronel Meira (PSC)/ Recife - vereador/ NÃO ELEITO

Deilson Bolsonaro (Republicanos)/ Boa Vista (RR) - vereador/ NÃO ELEITO

Delegada Patrícia (Podemos)/ Recife - prefeita/ NÃO ELEITA

Devanir Novellino (PRTB)/ Cidade Ocidental (GO) - vereador/ NÃO ELEITO

Dr. Serginho (Republicanos)/ Cabo Frio (RJ) - prefeito/ NÃO ELEITO

Edilaine Mansueto (DEM)/ Campo Grande (MT) - vereadora/ NÃO ELEITO

Gilvan Lucena (DEM)/ Campina Grande (PB)- vereador/ NÃO ELEITO

Gustavo Nunes (PSL)/ Ipatinga (MG) - prefeito/ ELEITO

Inspetor Alberto (PROS)/ Fortaleza - vereador/ ELEITO

Ivan Sartori (PSD)/ Santos (SP) - prefeito/ NÃO ELEITO

Jeová Junior (PSL)/ Sobral (CE) - vereador/ NÃO ELEITO

Jessicão (PP)/ Londrina (PR) - vereadora/ ELEITO

Júlia Zanatta (PL)/ Criciúma (SC) - prefeita/ NÃO ELEITA

Luiz Costa (Solidariedade)/ Queimados (RJ) - vereador/ NÃO ELEITO

Marcelo Conrado (PRTB)/ Goiânia - vereador/ NÃO ELEITO

Marcelo Crivella (Republicanos)/ Rio de Janeiro - prefeito/ SEGUNDO TURNO

Marco Aurélio Filho (PRTB)/ Recife - vereador/ ELEITO

Marília Ferraz (PRTB)/ Recife - vereadora/ NÃO ELEITO

Michele Assis (Patriota)/ João Pessoa (PB) - vereadora/ NÃO ELEITA

Morgana (MDB)/ Cabedelo (PB) - prefeita/ NÃO ELEITA

Márcio Saraiva (DEM)/ Campina Grande (PB) - vereador/ NÃO ELEITO

Mão Santa (DEM)/ Parnaíba (PI) - prefeito/ ELEITO

Nayana Pontes (DEM)/ Campina Grande (PB) - vereadora/ NÃO ELEITA

Nelson Monteiro (PSC)/ Recife - vereador/ NÃO ELEITO

Nikolas Ferreira (PRTB)/ Belo Horizonte - vereador/ ELEITO

Oscar Rodrigues (MDB)/ Sobral (CE) - prefeito/ NÃO ELEITO

Osvaldo Neto (PSC)/ Recife - vereador/ NÃO ELEITO

Pastor Junior Tércio (Podemos)/ Recife - vereador/ ELEITO

Paula Milani (PMB)/ Curitiba - vereadora/ NÃO ELEITO

Paulo Chuchu (PRTB)/ São Bernardo do Campo (SP) - vereador/ ELEITO

Rodolfo Souza (PSL)/ Goiânia - vereador/ NÃO ELEITO

Rubenita Lessa (PSL)/ Teresina (PI) - vereador/ NÃO ELEITA

Solange Lopes (Patriota)/ Dourados (MS) - vereadora/ NÃO ELEITO

Sonaira Fernandes (Republicanos)/ São Paulo - vereadora/ ELEITA

Taciana Moniz (Patriota)/ João Pessoa (PB) - vereadora/ NÃO ELEITA

Thiago Melo (DEM)/ Campina Grande (PB) - vereador/ NÃO ELEITO

Thiago Paes (DEM)/ Garanhuns (PE) - vereador/ ELEITO

Vigilante Assumar (Republicanos)/ Goiânia - vereador/ NÃO ELEITO

Vinicius Aith (PRTB)/ Sorocaba (SP) - vereador/ ELEITO

Wal Bolsonaro (Republicanos)/ Angra dos Reis (RJ) - vereadora/ NÃO ELEITA