Em abril, trânsito aumenta, ocupação de UTIs diminui e isolamento se mantém estável em SP

VICTORIA DAMASCENO
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O mês de abril trouxe alívio e preocupação para São Paulo. De um lado, a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid diminuiu; do outro, o trânsito aumentou e não houve mudanças significativas na média de isolamento social.

O estado começou o mês na fase emergencial, a mais dura desde o início da pandemia. Nela havia toque de recolher e restrições até para serviços essenciais. A etapa, que teve início em 15 de março, trouxe resultados no índice de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Nesta quinta-feira (29), o estado chegou ao nível mais baixo do mês nesse dia da semana, com 79,5%. Na semana passada (22), esse número era de 81,4%, enquanto duas semanas atrás (15), chegou a 85,3%. Na primeira quinta-feira de abril (8), 88% dos leitos estavam ocupados.

Na região metropolitana da capital a lotação é de 77,8% nesta quinta, e foi de 79,4% na semana passada. Há 15 dias, era de 83,3%, aproximadamente três pontos percentuais a menos que os 86,2% registrados no começo de abril.

No último dia 11, porém, as regras de isolamento foram flexibilizadas, com o início da nova fase de transição. Na primeira semana, apenas o comércio, incluindo shoppings, tinham autorização para funcionar. A segunda semana foi marcada pela abertura do setor de serviços, como salões de beleza, barbearias, restaurantes, clubes e academias.

Apesar da mudança de fases, não houve alterações significativas no índice de isolamento social. Durante todo o mês, ele permaneceu entre 41% e 44% em dias úteis.

Nesta quarta-feira (28), a média no estado foi de 41%. Na quarta passada (21), por conta do feriado de Tiradentes, o índice foi de 48%. Há 15 dias (14), foram registrados 42%, enquanto na primeira quarta do mês (7), 44%.

O trânsito também aumentou, assim como o número de pessoas andando nos ônibus da cidade.

De acordo com dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), foram registrados 66 quilômetros de lentidão nesta quarta. Na quarta passada, também por causa do feriado, foram 4 quilômetros. Há 15 dias, foram registrados 32 quilômetros, e 24 quilômetros na primeira semana de abril.

Nos ônibus da cidade havia 1,82 milhão de pessoas ontem, contra 1,6 milhão há 15 dias, e 1,55 milhão no começo do mês. A CET não informa o número de passageiros nos feriados.

Já o volume de carros nas ruas da cidade foi de aproximadamente 6,3 milhões nesta quarta, cerca de 1,7 no último feriado, e 5,7 milhões duas semanas atrás. Na primeira quarta de abril, foram 5,1 milhão de veículos circulando nas ruas da cidade.

Hoje o Brasil alcançou 400 mil mortes por Covid-19. O estado de São Paulo acumula cerca de 2,9 milhões de casos e 95.532 óbitos por causa da doença. A taxa de letalidade é de 3,3% no estado e 2,7% no país