Em Alagoas, agência reguladora do transporte diz que fiscalização da PRF teve 'caráter intimidatório'

MACEIÓ, AL (FOLHAPRESS) - A Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Alagoas (Arsal) divulgou na tarde deste domingo (30) um ofício em que relata denúncias de motoristas sobre a ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ao transporte de eleitores.

"Em razão dos bloqueios realizados pela Polícia Rodoviária Federal, além de atraso nos serviços, já foram verificados diversos problemas no funcionamento deste, como retiradas de passageiros ou mesmo cadastramentos dos ocupantes dos veículos pelos policiais. (...) Alguns fiscais relataram que motoristas têm apontado que a atuação da Polícia Rodoviária Federal apresenta caráter intimidatório contra a prestação do serviço", diz trecho do ofício.

Questionada, a PRF não respondeu ao contato da reportagem. O Ministério Público Eleitoral de Alagoas enviou ofício ao Superintendente da PRF no estado para que preste informações sobre a operação neste segundo turno.