Em carta, quase 200 executivos pedem que Congresso certifique vitória de Biden

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quase 200 executivos de grandes empresas americanas assinaram uma carta pública divulgada nesta segunda (4) para pedir ao Congresso dos EUA que certifique a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais. "É hora de o país seguir em frente. O presidente eleito Joe Biden e a vice-presidente eleita Kamala Harris ganharam no Colégio Eleitoral, e tribunais rejeitaram contestações do processo eleitoral", escreveram diversos empresários de companhias como Mastercard, Pfizer e Lyft, entre outros líderes de bancos, companhias aéreas, ligas esportivas e escritórios de advocacia. "O Congresso deve certificar o voto eleitoral na quarta, dia 6 de janeiro. Tentativas de impedir ou atrasar esse processo vão contra os princípios essenciais de nossa democracia." Trump travou uma batalha jurídica e midiática para impedir a vitória de Joe Biden e tem pressionado para que o Congresso anule o resultado da eleição, após as tentativas de sua campanha nos tribunais serem rejeitadas. Ele insiste no discurso de que o pleito foi fraudulento, mesmo sem apresentar provas.